Nordeste

1º Bora Webin@r? destaca desafios de marcas no mercado nordestino no ‘Novo Normal’ da pandemia

A empresária Carla Bensoussan recebeu Pierre Lucena, presidente do Porto Digital e Harry Zilberman Racz, gerente de Marketing regional da cervejaria Ambev para bate-papo online

24/06/2020


Revista Nordeste

Ainda repercute a primeira edição do Bora Webin@r?, encontro virtual acontecido no início da semana, na internet com a empresária Carla Bensoussan,  teve as inscrições esgotadas. O tema em debate foi “Nordeste: Um País Dentro de Um País” e, para conversar sobre o assunto, foram convidados o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena, e o gerente de Marketing regional da cervejaria Ambev, Harry Zilberman Racz.

De acordo com Carla, a ideia de criar o Webinar surgiu diante do aparecimento do Covid-19 que, segundo ela, era uma realidade distante para todos nós. “Fui bombardeada por muitas notícias e insights de grandes agências, usando a Europa como exemplo sobre esse ‘Novo Normal’ e comecei a imaginar que dificilmente esses novos hábitos de consumo se aplicariam à Região Nordeste”, destacou a empresária, que, a partir daquele momento, pensou em debater mensalmente pautas construtivas para tratar sobre o novo perfil do consumidor e como será esse “Novo Normal” para o público nordestino, para as empresas e para o mercado.

Durante a reunião online, Carla destacou que o momento pede uma reinvenção de toda uma maneira de se comunicar e também de se vender. “Nunca foi tão importante a empatia. O novo consumidor quer que a marca cuide do coletivo, do social. Acredito muito na comunicação de nicho, de bandeiras, em um marketing humanizado, porque o momento é de as empresas chegarem junto do consumidor”, disse.

O Gerente de Marketing regional da cervejaria Ambev, Harry Zilberman Racz concordou com a empresária pernambucana, destacando os desafios que as marcas enfrentarão no pós-pandemia e com o novo perfil de consumidor. “Hoje, o que as pessoas esperam das marcas é entretenimento e conteúdo que seja relevante para elas. O desafio das marcas é entender que elas não estão mais no holofote e, sim, que o consumidor é o centro de tudo e fica cada vez mais evidente que as marcas precisam chamar a atenção dele”, ressaltou Harry.

Para o Harry Zilberman, o “Novo Normal” que se apresenta para o mercado forçará uma aceleração e transformação digital cada vez mais forte e presente na vida do consumidor, na entrega de conteúdo, de mensagens de marcas e de entretenimento como um todo e as empresas precisam se adaptar a essa transformação digital.
No que se refere à implementação de iniciativas inovadoras que visam contribuir nesse momento para a população, por meio da tecnologia, o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena ressaltou que o Porto Digital fez uma série de ações em parceria com instituições e iniciativa privada, criando aplicativos e soluções tecnológicas como, por exemplo, o Atende em Casa, que já atendeu milhares de pessoas com suspeita de Covid-19, direcionando-as diretamente para um médico, por meio de tele consultas.

Para Pierre, alguns setores da economia sairão dessa pandemia muito machucados, com esse “Novo Normal” porque segundo ele, muitos comportamentos vieram para ficar.” O mercado de aviação por exemplo será bastante afetado. As pessoas não vão mais viajar para fora do estado para participar de uma reunião e voltar porque será natural fazerem uso do bate-papo online”, explicou Pierre.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.