Paraíba

ENTREVISTA: Hulk fala sobre novo hotel em João Pessoa, vida empresarial e pensamento em investir no futebol paraibano

16/12/2019


Por Ângelo Medeiros e Wallyson Costa
Portal WSCOM

O jogador de futebol paraibano Hulk concedeu uma entrevista na última semana, quando foi homenageado com o Troféu Waldemar Duarte, durante evento em João Pessoa. Ele falou sobre seus empreendimentos, carreira no futebol e planos para o futuro.

Hulk revelou que o seu mais novo empreendimento, o Ba’ra Hotel, em João Pessoa, deve ser inaugurado em meados de 2022. As obras já estão a todo o vapor e a maquete do hotel já foi revelada.

Ela comentou também a sua vida como empresário. O paraibano afirmou que ama trabalhar e, mesmo de férias, mantém agenda de reuniões para ampliar os seus negócios no Estado da Paraíba e fora dele. Um novo Bar do Cuscuz deve ser inaugurado em breve em Recife, disse.

Apesar de ter saído muito cedo da Paraíba, Hulk revelou os seus laços com o futebol do Estado. Ele comentou ainda o papel do Serrano e Campinense na sua formação, criticando, em parte, os clubes.

Leia a entrevista na íntegra a partir dos tópicos abordados:

Previsão de inauguração do hotel, boatos de um parque aquático em João Pessoa e projetos em outras cidades.

Sobre o parque aquático, eu não tenho conhecimento desse projeto, fui pego de surpresa também. A gente não tinha envolvimento nenhum. Ficaria feliz se acontecesse, porque isso ia agregar muito para a cidade de João Pessoa. O hotel, a nossa previsão é para meados de 2022, é um hotel que vai agregar muito para a cidade, são 126 quartos, confortáveis, vamos ter dois restaurantes com chefs conhecidos nacionalmente e muito respeitados. Tenho certeza que os turistas que ficarem no hotel vão adorar, e também os paraibanos que quiserem uma culinária diferente vão ter a oportunidade de visitar o nosso hotel e com certeza vão ser bem recebidos e vão ficar satisfeitos.

Outros investimentos eu gosto de diversificar meus investimentos. Para já, não iniciei nada em outras cidades, mas estou aberto a outras coisas, na verdade iniciei o Bar do Cuscuz que a gente está fazendo em Recife, um projeto que a gente quer crescer pelo brasil afora.

Ficar na China, possibilidade de vir para o Brasil, transição de desportista para empresário e aposentadoria.

Tenho contrato ainda com o clube chinês, até o final de 2020 e talvez 2021, futebol brasileiro sempre deixei claro que tenho vontade de disputar sim, não sei quando. Sai muito cedo, só fiz dois jogos como jogador profissional, então tenho essa vontade de disputar o brasileiro. Especulação tem muitas, tem alguns clubes que vieram atrás, mas nesse momento tenho contrato como Shangai SIPG da China estou muito feliz lá, e no momento vou me manter na China sim. Em questão de parar de jogar, como eu te falei, procuro me cuidar ao máximo, estou me cuidando muito mais agora que há cinco anos atrás, hoje eu olho minha parte física, estou muito bem, vou procurar me cuidar para jogar o máximo que puder. Quando eu ver que não posso mais jogar no mais alto nível, eu aposento as chuteiras.

Pretende vir morar na Paraíba quando parar de jogar? Que empreendimento a mais com foco no turismo passa pelos seus projetos?

Eu sou apaixonado pela Paraíba né. Vou começar a construir minha casa aqui que sempre sonhei, fazer minha casa na Paraíba, não fiz ainda porque sempre vinha de férias pouco tempo e a gente acaba usufruindo pouco, mas pretendo sim morar na Paraíba. Claro que a gente não sabe do dia de amanhã, o que pode acontecer a nível de futuro também né. Tenho três filhos que estão sendo criados praticamente fora do Brasil, mas sempre que tenho oportunidade procuro trazê-los para ao Brasil, principalmente ao Nordeste para que eles conheçam a cultura deles. Conhecerem um pouco de tudo e também os familiares. Não sei se vou ficar aqui direto, mas pretendo. Para já, a gente está com o hotel que é para investir no turismo, captar turistas para cá, apresentar nossa cidade e entre outras cosias também que vão aparecendo durante a caminhada.

Eu não falei que estava em final de carreira né, falei que vou me cuidar mais para jogar o máximo que eu puder, realmente eu comecei no muito empresarial um pouco cedo até porque sempre preocupei com o futuro dos meus familiares, dos meus filhos e também eu sou o cara que comecei a trabalhar com 9 anos de idade. Vi a dificuldade que meus pais passavam, ganhei amor ao trabalho, gosto de trabalhar, estou de férias e amanhã mesmo minha agenda está cheia de reuniões e procuro estar sempre em atividade. Não me via parando de jogar e ficar só em casa, ou ficar só viajando, gosto de enfrentar desafios, de ter obstáculos para serem atingidos, passar por cima das dificuldades, por isso comecei no mundo de empresário cedo e espero que Deus me abençoe para que dê tudo certo.

Um dos pilares que mantém a gente em pé é nossa família. Eu sou muito família, nossa família é muito grande e sempre que eu estou de férias a casa da minha mãe é sempre cheia, quando eu estou lá, levo meus filhos, só entre sobrinhos são quase 30. A família é realmente muito grande. Infelizmente, as pessoas te julgam tem criticam ou te elogiam pelo profissional e são poucas as pessoas que te conhecem como ser humano, como o Givanildo Vieira de Sousa que começou a viajar cedo, não conhecem o coração. Escuto algumas coisas que fico um pouco triste, mas depois digo, ‘faz parte, porque as pessoas não me conhecem, quando passar a me conhecer e estudar da minha boca a verdade, vou respeitar’. Quando faço as minhas coisas não é para mostrar para os outros. Tenho vontade de fazer, de vencer. Muita gente me pergunta, ‘porque você não faz isso, não faz aquilo, não ajuda aquilo ali? ’, eu não gosto de falar as coisas que eu faço, não gosto de sair postando as coisas, quando faço uma doação, é de coração. Não é para aparecer, muito fácil tudo que eu fizesse mandasse soltar na imprensa para todo mundo ver, e eu não gosto disse. Prefiro fazer e mostrar para Deus, não para o ser humano. Minha vida vai ser sempre assim. Poucas pessoas sabem o que eu faço, e não vou sair falando o que eu faço.

Dificuldades em morar na China

As férias vão ser mais curtas esse ano. Tenho que me apresentar dia 3, era para se apresentar dia 30 e consegui uns dias a mais. Em termos de morar na China, para mim é muito bom, eu cheguei na China já com estrutura montada, isso facilitou muito. Eu tenho a facilidade de me adaptar muito fácil aos países que eu vou. Quando fui para o Japão aos 18 anos, fui com medo, quando cheguei me surpreendi da forma que fui recebido. Aquilo foi muito importante a nível de conhecimento educação. Cresci muito em 3,5 anos. Fui para Portugal, um país muito mais fácil de se adaptar. Digamos que é o Brasil na Europa, eles costumam dizer, foram quatro anos da minha vida. Depois fui enfrentar o frio da Rússia. Que não foi nada fácil no começo, mas depois foi uma maravilha, me adaptei muito rápido, muito fácil, na saída, sai pela porta da frente como todos os países que morei, agradeço a Deus por isso. Morando na China também não foi difícil, a gente tem a facilidade de se adaptar, e sou muito grato porque eu saio do brasil e sou muito bem recebido nos outros países.

Porquê investir no Turismo? O Hotel tem parceria?

Gosto de diversificar os meus investimentos, mas no turismo porque agrega muito ao Estado da Paraíba, eu tenho orgulho de ser paraibano, tenho orgulho de convidar os amigos para conhecer o meu Estado, sobretudo, João Pessoa que é uma cidade maravilhosa com lindas praias, com segurança, e isso é muito gratificante. A respeito do hotel, temos sim parcerias, parcerias internacionais, bandeira internacional e, tenho a certeza de que todos irão ficar admirados com o hotel.

Copa de 2014 e se ainda tem esperança de jogar pela seleção brasileira?

Disputar uma Copa do Mundo foi um sonho que sempre tive desde quando me tornei profissional, que consegui realizar em 2014, mas infelizmente não terminou como queríamos. Estávamos muito confiantes, principalmente após a conquista da Copa das Confederações, mas perdemos da forma que perdemos. Mas, futebol é disso, discordo um pouco quando dizem que o Felipão montou um esquema a favor de Neymar, cada um tem sua visão, tem sua forma de pensar, existe muito o respeito dentro do plantel da seleção brasileira, Felipão é um cara que tem experiência e sabia lidar com todo mundo.

Agora, estou com 33 anos, jogando na China, e vou estar sempre dando melhor, buscando estar na melhor forma possível, e, se tiver uma oportunidade de vestir a camisa da seleção brasileira novamente irei com muito orgulho, e vou dar o meu melhor.

Você sempre disse que é palmeirense, retornando ao Brasil, o clube alviverde é o favorito para repatriar Hulk?

Todo mundo sabe que eu tenho um carinho especial pelo Palmeiras, sempre brinco que eu era o único revoltado em casa, todo mundo era corintiano, mas só eu palmeirense. E ficava sempre zoando meu pai e minhas irmãs. Já externei algumas vezes que tinha o desejo de jogar um Brasileiro com a camisa do Palmeiras, seria um duplo sonho, mas deixando bem claro que sou um profissional, se tiver que jogar em qualquer time darei o meu melhor, sempre respeitando ao próximo. Tenho um carinho especial pelo Palmeiras, mas se surgir uma proposta de outro time e se achar que para o momento seria bom esse time, pode tem certeza que darei o meu melhor.

Quem é o verdadeiro autor da sua formação, Serrano ou Campinense? Pretende investir no futebol paraibano?

Tenho vontade sim de participar mais e de ajudar o futebol paraibano a crescer, a gente tem condições para isso. Eu vim da zona leste de Campina Grande, do bairro de José Pinheiro, e vejo que tem muita gente que tem potencial, mas infelizmente não tem oportunidade porque não se tem estrutura. E, cada vez mais, fica mais difícil um menino de 12, 13 ou 14 anos sair para um clube em São Paulo, Rio de Janeiro ou outro estado. Se pudéssemos investir mais na base, fazer uma estrutura bacana para preparar melhor os jogadores, com certeza teríamos muitos outros Hulk, Marcelinho Paraibano, enfim, vários grandes jogadores sendo revelados em solo paraibano.

Em relação a minha base na Paraíba, eu joguei muito futsal no Parque da Criança, jogava na escolinha do Futebol e Companhia, muitos falam que eu joguei no Campinense e no Serrano, mas no Serrano eu joguei apenas um jogo, existe uma polêmica sobre isso. Inclusive, quando fui vendido do Porto-POR para o Zenit-RUS, existia uma confusão, pois, existia o direito a uma verba para entrar, se não fosse para o Serrano ou Campinense, seria para outros times que eu realmente tinha jogado. Mas, como não gosto de mentira, cheguei para o pessoal do Zenit e falei, sendo bem sincero com vocês, não joguei nesses clubes, mas eu ficaria feliz se vocês pudessem ajudar o futebol paraibano, porque acho que com essa verba ajudaria o nosso futebol, e consegui isso, e foram duas vezes, do Porto para o Zenit, e do Zenit para a China, se não me engano, os times paraibanos ganharam os dois. Fiquei muito feliz por isso, no entanto, triste. Muitos vão ficar chateados comigo, mas sou verdadeiro, infelizmente essa verba não foi usada para a melhoria dos clubes, no caso o Serrano e o Campinense, eles não usaram essa verba para melhorar a base e o profissional. A gente fica triste por isso, as vezes você tem a oportunidade de melhorar, crescer, de dar uma oportunidade a um menino e não faz. Por isso, tenho vontade de ajudar o futebol paraibano, não iniciei ainda porque quero estar próximo, presenciando e ajudando o futebol a crescer.

Preparação para o mercado empresarial.

Quando a gente pensa em investimentos, em mercado e futuro, precisamos nos cercar de pessoas honestas, que chegam para te ajudar. Graças a Deus tenho pessoas que vem me ajudando, estamos preparados para isso. Eu sou um cara muito curioso, posso não entender nada de determinado assunto, mas eu costumo focar, estudar, e a trabalhar diariamente para entender mais. É assim que acontece com nossos investimentos, procuro sempre entender e estar por dentro, a cada instante, mesmo na China, realizamos sempre vídeo-chamadas para poder estar por dentro de tudo, discutindo, pois, sou um cara que gosto de participar de tudo. Até porque quando você participa de qualquer empresa, é preciso ter conhecimento do que se está fazendo e também participar.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.