Brasil

Aécio diz que números superaram expectativas

Eleições 2014

06/10/2014


Depois de uma disputa acirrada nas últimas semanas com Marina Silva (PSB) e de esperar até o último momento para se pronunciar sobre sua presença no segundo turno, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, enfim, comemorou o resultado.

“Eu me sinto um vitorioso. Todos os números, em qualquer lugar do Brasil, estão muito acima das expectativas”, disse Aécio, no comitê de campanha de seu partido, no centro da capital mineira.

Com vaga garantida no segundo turno, no próximo dia 26, Aécio disse que sua campanha e seu projeto de governo “não são mais de um partido, mas da sociedade brasileira”. O candidato foi cauteloso ao responder se pediria apoio a Marina Silva no segundo turno e disse que todo apoio nesta fase da campanha será bem-vindo. “Não posso antecipar nenhum apoio. Não recebi nenhuma ligação ainda.”

O senador mineiro fez, na ocasião, um discurso agregador, buscando o apoio de eleitores de outros partidos de oposição. “A vitória no primeiro turno foi da mudança. Os candidatos da mudança fizeram a maioria dos votos”, afirmou.

No discurso, Aécio lembrou o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, que seria o candidato do PSB à Presidência da República, morto em acidente aéreo no dia 13 de agosto, e substituído na chapa pela ex-senadora Marina Silva, que integrava a chapa como vice.

"Quero deixar uma palavra de homenagem, muito pessoal, a um amigo, a um homem público honrado, digno, que foi abatido por uma tragédia no meio desta campanha. A ele, aos seus ideais e aos seus sonhos também, a minha reverência. E nós saberemos, juntos, transformá-los em realidade. É hora de unirmos as forças", afirmou.

Empolgado, Aécio pediu que seus apoiadores não se desmobilizem e destacou que amanhã (6) já é dia de campanha. “Não vou parar um minuto. Estamos apenas na metade da travessia e vamos concluí-la”, disse o senador mineiro. Ele informou que estará amanhã em São Paulo para discutir os próximos passos da campanha.

Aécio Neves chegou ao comitê de campanha com a esposa e o senador eleito por Minas Gerais, Antonio Anastasia. Depois de falar com a imprensa, no terceiro andar do edifício, ele foi recebido, carregado e jogado pra cima por alguns dos cerca de 150 apoiadores que acompanharam as apurações em um grande telão colocado na calçada.

O senador iniciou o dia acompanhando os candidatos do PSDB ao governo do estado, Pimenta da Veiga, que perdeu a disputa para Fernando Pimentel (PT), e ao Senado, Antonio Anastasia, antes de votar, às 10h20.

Depois, em entrevista coletiva próximo à escola onde votou, Aécio disse que fez a campanha que queria ter feito, “apresentando um projeto para o Brasil”, e comentou a mudança de cenários apresentadas pelas últimas pesquisas de intenção de voto, que o colocavam à frente de Marina. Ele evitou, no entanto, dizer que estaria no segundo turno e comentar a possibilidade de apoio de Marina à sua candidatura.

Dilma passou ao segundo turno com cerca de 42% dos votos válidos e Aécio, com cerca de 34%.

 

(Da Agência Brasil)


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.