Nordeste

Após liberar pequenas apresentações musicais, Flávio Dino prega cautela e afirma que “não pode ser feito liberou geral”

Em entrevista coletiva, o governador declarou que quem faz “liberou geral” paga o preço adiante, pois os casos podem voltar a crescer

14/08/2020


Na imagem o governador do Maranhão, Flávio Dino

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (14), o governador Flávio Dino (PCdoB) afirmou que o novo coronavírus ainda não foi vencido, por isso, não se pode adotar uma liberação geral das atividades e prega cautela a população. Ele declarou que quem faz “liberou geral” paga o preço adiante, pois os casos podem voltar a crescer. Por isso, é necessário continuar seguindo as medidas de segurança.

“O que mostra que nós temos uma situação em que não pode ser feito liberou geral. Porque se é feito, por irresponsabilidade, por acreditarem eventualmente em vozes irresponsáveis que aí estão no mundo da política, nós temos essa situação. O coronavírus é assim, como todo vírus, se você reúne muitas pessoas, aglomera em festas sem nenhum cumprimento de normas, se ninguém toma as providências de segurança sanitária, nós temos o retorno a situações que não desejamos”, alertou o governador.

Segundo o governador, os dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) mostram que, nos últimos dias, houve um crescimento da ocupação hospitalar em Imperatriz, a segunda maior cidade do Maranhão, que fica na região tocantina do estado.

Em Imperatriz, a ocupação dos leitos de UTI, exclusivos para a Covid-19, está em 55,56%. Já a ocupação dos leitos clínicos é de 59,26%. Sendo que na capital, a taxa é de 40,79% de ocupação dos leitos de UTI e 20,94% de leitos clínicos.

Flávio Dino afirma que estão sendo adotadas providências imediatas, mas ressaltou que Imperatriz recebe pacientes de outros estados, entregando, há um ligeiro crescimento de casos na cidade e região. Por isso, uma equipe da SES foi para a cidade dar suporte, além disso, mais leitos de UTI serão abertos no Hospital Macrorregional de Imperatriz e o ambulatório do hospital, que havia encerrado o atendimento, agora será reaberto.

O governador Flávio Dino destacou que, o coronavírus ainda é uma realidade no estado, no país e no mundo e não se pode confundir a atenuação com a eliminação do problema.

Pequenas apresentações musicais
O governador afirmou que, a partir deste sábado (15), está autorizada a realização de pequenas apresentações musicais em bares e restaurantes. As apresentações devem seguir as seguintes regras:

Apresentação com até dois integrantes

 • Uso de máscaras é obrigatório, com exceção do vocalista e instrumentista de sopro
 • Higiene e distanciamento de dois metros

O governador afirmou que esse é um passo adicional, porém prudente, e não se refere a grandes movimentos. Ele afirmou que as atrações de médio e grande porte continuam proibidas.

Ele ressaltou que essas atividades serão fiscalizadas e haverá aplicação de multas para os artistas e estabelecimentos, em casos descumprimento das regras sanitárias.

Flávio Dino também anunciou a retomada de pequenos eventos públicos e privados, como aniversários, atendendo a demandas de casas de eventos, buffet, etc. Segundo o governador, nos eventos haverá o limite máximo de 100 pessoas, respeitando o distanciamento entre elas e sendo observadas as regras sanitárias.

“Nós temos um processo de abertura das atividades públicas e privadas em curso. Esse processo irá continuar, desde que, haja compreensão nítida de que a abertura não significa a dispensa do cumprimento das normas sanitárias”, destacou Flávio Dino.
As portarias acerca da retomada dessas atividades serão publicadas pela Casa Civil na próxima semana.

Sobre o retorno das aulas, o governador voltou a destacar que, no final de agosto haverá consulta pública sobre a retomada das aulas. Por enquanto, não há prazo de retorno das atividades presenciais.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.