Sergipe

Belivaldo anuncia obras em rodovias para o roteiro de Santa Dulce dos Pobres 

Serão investidos R$ 25 mi na rodovia João Bebe Água e na revitalização dos trechos que ligam a BR 101 a São Cristóvão e o Bairro Aruana, em Aracaju, ao município de São Cristóvão

01/11/2019


Belivaldo anuncia construção e recuperação de rodovias para criação do roteiro Santa Dulce dos Pobres Fotos: Marco Viera/ ASN

Revista NORDESTE com Ascom

O governador Belivaldo Chagas, acompanhado da vice-governadora Eliane Aquino, participou, nesta sexta-feira(01), da audiência pública “Santa Dulce e o turismo religioso em Sergipe”, realizada no Tribunal de Contas do Estado, com o objetivo de discutir com entidades, órgãos e instituições a criação de atividades que remetam à passagem da primeira santa brasileira pelo estado de Sergipe. Na ocasião, o governador anunciou a licitação de obras de recuperação de rodovias que ligam o município de Aracaju a São Cristóvão, no intuito de contribuir com o turismo religioso no estado.

Entre as atividades está a criação de peregrinação religiosa que deverá ter Aracaju, local onde  fica a primeira paróquia do Brasil que leva o nome da Santa, como ponto de partida, seguindo até São Cristóvão, cidade em que Dulce viveu. A ação tem à frente a Arquidiocese de Aracaju, com os apoios do Tribunal de Contas do Estado (TCE), do Governo de Sergipe e das prefeituras de Aracaju e São Cristóvão.

“Nós vamos trabalhar um projeto voltado ao turismo religioso, que envolve o município de São Cristóvão e Aracaju. Inicialmente, assumimos o compromisso de revitalizar a Rodovia João Bebe Água, além de pavimentar uma outra rodovia a partir do trecho da BR 101, passando pelo povoado Rita Cacete, até o centro de São Cristóvão. E a partir da Aruana, em Aracaju, nós vamos ter um roteiro que irá passar pelo povoado Caipe Novo até São Cristóvão, este será o caminho de peregrinação de aproximadamente 7km. Com isso, estamos prevendo a aplicação de R$25 milhões e vamos empenhar todos os esforços para fazer acontecer.  Afinal de contas, o turismo religioso tem um apelo muito forte e Santa Dulce dos Pobres começou sua vida, enquanto religiosa, a partir do munícipio de São Cristóvão.  Então, será um caminho a mais para quem quer conhecer a vida de Santa Dulce, com isso, atrairemos mais pessoas para Sergipe e o turismo é  quem vai sair ganhando”,  disse o governador Belivaldo Chagas.

Ainda segundo o governador, a licitação para recuperação das rodovias que ligam o município de Aracaju a São Cristóvão já foram autorizadas e as obras deverão ter início em janeiro de 2020. A proposta é poder inaugurar o percurso em 2020, ano em que Sergipe completará 200 anos de Emancipação Política.

Além do roteiro, estão sendo propostas a implantação de um museu digital da Santa Dulce, com informações sobre a vida da santa brasileira, e o desenvolvimento de ações sociais como as que eram praticadas por ela, sendo uma extensão do seu trabalho dedicado aos pobres.

De acordo o arcebispo metropolitano, Dom João José Costa, a ideia é envolver toda a sociedade sergipana para se somar na narrativa histórica de Irmã Dulce em Sergipe. “A Igreja Católica, consciente do seu papel, está atenta para colaborar com o governo do Estado, gestores municipais e iniciativa privada nessa nova politica de turismo religioso implantada em favor do desenvolvimento social, além do fortalecimento da fé”, colocou.

Segundo o conselheiro Carlos Pinna, o Tribunal de Contas vem se somar aos demais órgãos, no apoio à  valorização da cultura e da religiosidade dos fatos históricos ocorridos em Sergipe.“ A canonização de Irmã Dulce criou uma “janela de oportunidade” que pode colocar Sergipe na rota dos fiéis que buscarão vivenciar sua trajetória”.

Para o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, é uma grande oportunidade para alavancar o turismo religioso em Sergipe. “Vamos aproveita esse momento e fazer crescer o turismo em nossa cidade e estado, atraindo milhares de devotos para Sergipe. Além da minha fé, é claro. Tenho certeza de que esse projeto será muito importante porque através dele vamos gerar desenvolvimento econômico e vamos fazer justiça social”, destacou o prefeito.

“É um momento de muita esperança e expectativa para a população. São Cristóvão é uma cidade marcada por festas religiosas e com a canonização de irmã Dulce, que iniciou sua vida religiosa no convento do Carmo, teremos uma grande oportunidade de expandir este setor. No convento já existe um memorial e uma gruta onde Dulce fazia suas orações. Estamos trabalhando esse sonho desde que assumimos a gestão, sempre em parceria com a Cúria, mas é um projeto de médio e longo prazo, assim como Edvaldo tem feito em Aracaju. A ideia é atrair investidores do setor privado para se somar”, declarou o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana.

A audiência pública contou também com a participação do secretário de Estado do Turismo e da Comunicação, Sales Neto;  presidente do Tribunal de Contas de Sergipe, conselheiro Ulices Andrade; o senador Rogério Carvalho; o deputado federal Fábio Henrique; deputado estadual Luciano Pimentel, os conselheiros Carlos Alberto, Angélica Guimarães, Carlos Pinna, além da o padre da Paróquia Irmã Dulce, José Lima, a embaixadora das obras de Irmã Dulce em Sergipe, Ana Lúcia Aguiar.

Santa Dulce dos Pobres 

Nascida na Bahia, foi no município sergipano de São Cristóvão que Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes virou freira e recebeu o nome de Irmã Dulce, em homenagem a sua mãe. Outros aspectos ligam a Santa ao estado, como o fato de o primeiro milagre reconhecido pelo Vaticano ter sido no município de Itabaiana. Já em Aracaju, no bairro Aruana, fica localizada a primeira paróquia a levar o nome de Irmã Dulce.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.