Nordeste

Bolsonaro anuncia R$ 500 milhões para carcinicultura; RN tem 43,2% da produção

Ampliação da linha de crédito que atende o setor de carcinicultura no Nordeste, a FNE-Aquipesca, serve para os próximos 12 meses

22/08/2020


FOTO/ JUNIOR SANTOS /VIVEIROS DE CAMARÃO EM CANGUARETAMA//FOTOS/RELEASE/JUNIOR.

Portal Grande Ponto

Outra medida anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro em sua passagem pelo Rio Grande do Norte foi a ampliação de R$ 18 milhões para R$ 500 milhões, para os próximos 12 meses, da linha de crédito que atende o setor de carcinicultura no Nordeste, a FNE-Aquipesca. A carcinicultura é uma técnica de criação de camarões em viveiros.

Os recursos são administrados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e repassados pelo Banco do Nordeste. As condições da linha de crédito são mais atrativas para os produtores e tem como objetivo incentivar a expansão das atividades.

Durante a cerimônia, foi assinado um acordo de cooperação técnica entre o ministério, o Banco do Nordeste e a Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC) para viabilizar a iniciativa.

O Rio Grande do Norte concentra 43,2% da produção total de camarão no país, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse volume dá ao estado o título de maior produtor de camarão do Brasil.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.