Internacional

Bolsonaro diz que foi convidado por Trump para reunião do G7

O grupo, que reúne as maiores economias do mundo (EUA, Alemanha, Canadá, França, Reino Unido, Itália e Japão), terão os americanos como anfitriões da reunião de 2020

02/06/2020


O presidente Jair Bolsonaro, em publicação no Twitter, afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, convidou o Brasil para participar da cúpula do G7 deste ano, no que seria uma vitória para o Planalto.
O grupo, que reúne as maiores economias do mundo (EUA, Alemanha, Canadá, França, Reino Unido, Itália e Japão), terão os americanos como anfitriões da reunião de 2020.
O encontro estava previsto para ocorrer em junho, mas, devido à pandemia de coronavírus, Trump anunciou que ele poderá ocorrer em setembro ou novembro.

Mesmo o calendário do final do ano ainda está em dúvida por conta da crise sanitária.

“Conversei, na tarde de hoje, com o presidente Donald Trump, a quem agradeci o envio de 1.000 respiradores, sendo que 50 serão cedidos ao Paraguai. Também conversamos sobre o G7 expandido, o qual o Brasil deverá integrar, bem como questões do aço brasileiro”, escreveu o presidente, referindo-se a uma ligação telefônica mantida com o americano na tarde desta segunda-feira (1º).

Trump disse há poucos dias que gostaria de ver o G7 ampliado, um fórum que ele classificou como desatualizado.
Na ocasião, sem citar o Brasil, ele afirmou que a Rússia deveria ser readmitida no grupo e que também convidaria Austrália, Índia e Coreia do Sul para comparecerem à cúpula deste ano.
“Eu não acho que o G7 representa de forma adequada o que está acontecendo no mundo”, disse Trump no sábado (30) a um grupo de repórteres, segundo o jornal The New York Times.

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.