Política

Bolsonaro faz novo teste e continua com novo coronavírus, diz Planalto

O resultado de um novo teste realizado pelo presidente teve mais um resultado positivo

22/07/2020


Na imagem o presidente Jair Bolsonaro

G1

O presidente Jair Bolsonaro continua infectado pelo novo coronavírus, foi o que informou o Palácio do Planalto nesta quarta-feira (22). O resultado de um novo teste realizado pelo presidente teve mais um resultado positivo.

Em nota, o Planalto informou ainda que o estado de saúde do presidente segue “em boa evolução”. “O presidente Jair Bolsonaro segue em boa evolução de saúde, sendo acompanhado pela equipe médica da Presidência da República. O teste realizado pelo presidente no dia de ontem, 21, apresentou resultado positivo”, afirmou o Planalto.

Bolsonaro anunciou no último dia 7 que recebeu diagnóstico positivo para a Covid-19. Desde então, ele tem trabalhado da residência oficial do Palácio da Alvorada, sem comparecer a eventos públicos.

O presidente relatou que sentiu os primeiros sintomas da doença no domingo (5). O quadro piorou na segunda-feira (6), quando ele teve febre e mal-estar e realizou o exame para identificar o vírus.

Na semana passada, Bolsonaro realizou um novo exame, cujo resultado, segundo ele, também foi positivo. Um novo exame foi feito na terça (21). O presidente disse que se o resultado fosse negativo, pretendia viajar na sexta (24) ao Piauí.

No Alvorado, Bolsonaro montou um escritório. Ele tem assinado documentos por meio digital e participado de reuniões e cerimônias por videoconferência, como a posse do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro.

O presidente tem 65 anos e faz parte da faixa etária considerada por especialistas como grupo de risco.

Exames anteriores

Antes do exame que deu positivo, Bolsonaro fez outros três, segundo o governo, desde o mês de março. Os três deram negativo, de acordo com a Presidência.

O primeiro foi realizado após retornar de viagem aos Estados Unidos, na qual mais de 20 pessoas que tiveram contato com a comitiva tiveram a doença.

Em maio, em uma ação movida pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, o governo federal entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) os laudos dos três exames.

Os resultados foram entregues ao STF porque o presidente anunciou várias vezes que os resultados eram negativos, mas se recusava a mostrar os laudos.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.