Brasil

Bolsonaro se solidariza a Nise, que foi triturada na CPI e tentou empurrar cloroquina aos brasileiros

247 – O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para defender a médica Nise Yamaguchi, que prestou depoimento à CPI da Covid nesta segunda-feira (1), e para criticar o colegiado. Segundo ele, Nise foi tratada de forma “covarde” por um “tribunal de exceção” e o governo “vem sendo ameaçado por um grupo político” que “nega investigar desvios de recursos para o combate à pandemia”.

“Minha solidariedade à Dra Nise, médica e cientista com extenso currículo, que participou de um verdadeiro tribunal de exceção. É inadmissível que profissionais de saúde sejam tratados de forma tão  covarde!”, postou Bolsonaro no Twitter.

“É preciso respeitar a autoridade e a autonomia médica. Médicos devem ter liberdade para salvar vidas e isso vem sendo ameaçado por um grupo político que atua visando somente atacar o Governo enquanto nega investigar desvios de recursos para o combate à pandemia”, completou em seguida.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp