Ceará

Ceará tem pontuação máxima em ranking de transparência internacional

A informação foi antecipada pelo governador Camilo Santana (PT) durante apresentação nas redes sociais

31/07/2020


Revista Nordeste

O ranking da Transparência Internacional colocou o Ceará no topo, com nota 100 em transparência nas ações e nos gastos para o enfrentamento da pandemia de Coronavírus. A informação foi antecipada pelo governador Camilo Santana (PT) durante apresentação nas redes sociais no início da noite dessa quinta-feira (30).

“Uma das coisas que eu sempre coloquei como prioridade e sempre foi a minha determinação é a transparência com os números e com os gastos. Estão no IntegraSUS os gastos com pessoal, com equipamentos de Proteção Individual, respiradores, UTIs, com tudo. Nós fomos reconhecidos pela transparência internacional como o estado com nota máxima”, relatou Camilo Santana, parabenizando a todos que fazem a saúde do Estado, liderados pelo secretário da Saúde dr. Cabeto. “Estão de parabéns os profissionais e as instituições que têm sido parceiras nesse momento de enfrentamento à Covid-19 aqui no estado do Ceará”.

Com o intuito de garantir a transparência em todas as ações especialmente neste período que exige esforço extra do Estado para minimizar os efeitos do Coronavírus o Governo do Ceará lançou o IntegraSUS, onde além da situação real da pandemia em cada região do estado estão expostos todos os gastos. A plataforma permite o acompanhamento de perto pelos cidadãos e auxilia na tomada de decisões. Os dados constam ainda no Portal Ceará Transparente.

Na tarde desta quinta-feira foi realizada a vigésima reunião do Comitê Estadual de Enfrentamento à Covid-19 onde foram apresentados às diversas instituições participantes todos os números e avaliada a situação do estado. “Um dos motivos que têm nos unido muito aqui no Ceará é a articulação do diálogo, da parceria que temos tido para enfrentar essa pandemia”. A situação no Ceará que conforme ressaltou o governador, pode ser acompanhada pelo IntegraSUS, continua em queda geral no Ceará, embora haja tempos diferentes da pandemia nas regiões do Ceará. “Todos os dados estão transparentes e à disposição de qualquer cidadão através do IntegraSUS, que é um sistema fácil e um dos mais modernos do Brasil”.

Durante a apresentação das ações do Estado o governador acessou a plataforma e exibiu que o IntegraSUS mostra, por exemplo, a taxa de positividade geral do estado, hoje, é de 26,35%. Isso significa que a cada 100 testes feitos, 26 são positivos. “Essa taxa de positividade já chegou a dar mais de 80% no Ceará. Estamos reduzindo. Lembrando que o Ceará é um dos estados onde mais faz testes. Chegamos a meio bilhão de testes”, contou.

Sobre a ocupação de leitos Camilo Santana afirmou que hoje está em 64,18% em todo o Ceará. “A taxa de ocupação, por exemplo, de leitos de enfermaria é de 40.68%. A gente pode olhar (no IntegraSUS) por regiões, mostrando que há curva descendente tanto de casos como de óbitos”. O chefe do Executivo Estadual observou que tem sido muito importante essa avaliação que é feita diariamente. “Porque os números nos orientam tanto na ampliação como na readequação do atendimento, da estrutura de saúde que temos garantido hoje. Continuamos ampliando leitos no Interior como em Tauá, Crateús, Iguatu, Icó e redimensionando a rede para ampliar as outras ações na área da saúde no estado do Ceará”.

EPIs

Ainda na live, o governador Camilo Santana destacou que continua a distribuição de Equipamentos de Proteção Individual para os municípios cearenses. “A minha determinação sempre foi trabalhar em cooperação, distribuindo EPIs, testes, acompanhando e colocando à disposição os nossos profissionais da saúde para monitorar a situação de cada município. Equipamos os municípios com a estrutura adequada para esse enfrentamento da pandemia aqui no estado”, assegurou. Nesta sexta-feira será realizada mais uma reunião do Comitê Científico, que reúne os três poderes e grupo de cientistas para discutir a realidade dos números no Ceará e definir o novo decreto com orientações que passam a valer a partir da próxima segunda-feira.

LEIA MAIS: Governo federal fica em penúltimo lugar no ranking de transparência em contratações emergenciais durante pandemia


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.