Nordeste

Cerca de 40% dos cortes de Bolsonaro no Minha Casa Minha Vida são no Nordeste

Um total de 86,4 mil (40%) das 215,8 mil obras que serão paralisadas por causa dos cortes no Orçamento previsto para o programa Minha Casa Minha Vida em 2021 fica na Região Nordeste. Outras 39,3 mil (18%) ficam no Norte.

Os números são do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), pasta responsável pelo programa, e foram levantados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), de acordo com informação publicada pelo site Metrópoles.

Ao sancionar o Orçamento de 2021, Jair Bolsonaro vetou R$ 1,5 bilhão das despesas que estavam reservadas ao Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

O Fundo financia as obras da chamada faixa 1, destinada a famílias de baixa renda, com vencimentos de até R$ 1,8 mil por mês, do Minha Casa Minha Vida, posteriormente denominado como programa Casa Verde e Amarela.

Aumento de rejeição

Pesquisa PoderData, divulgada na quarta-feira (28), mostrou que a rejeição ao governo Bolsonaro na região Nordeste aumentou de 62% para 75% em duas semanas.

No Sudeste ela permaneceu igual, no Centro-Oeste saltou e, no Norte, diminuiu.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp