Internacional

China se opõe à exclusão de empresas chinesas de 5G pela Grã-Bretanha

19/07/2020


Beijing, 16 jul (Xinhua) — A China se opõe firmemente à mais recente decisão do governo britânico de barrar as empresas chinesas da construção de redes 5G, disse nesta quinta-feira o porta-voz do Ministério do Comércio, Gao Feng.

A prática discriminatória vai contra os princípios de livre comércio que o governo britânico sempre defendeu, disse Gao Feng em uma coletiva de imprensa.

A medida viola severamente as regras da Organização Mundial do Comércio, mina a confiança dos investidores chineses na Grã-Bretanha, afeta a cooperação econômica e comercial entre os dois países, prejudica a credibilidade da Grã-Bretanha e mina seu status no sistema de comércio internacional, acrescentou Gao.

Em relação à ação britânica, que viola os princípios do livre comércio, a China está avaliando o incidente, disse Gao. Ele acrescentou que o país tomará as medidas necessárias para salvaguardar resolutamente os direitos e interesses legítimos das empresas chinesas.

Gao instou a Grã-Bretanha a adotar medidas concretas para corrigir suas decisões erradas com o quadro geral em mente.

Ele também pediu que a Grã-Bretanha tenha uma perspectiva de longo prazo para fornecer um ambiente de negócios aberto, justo e não discriminatório para as empresas chinesas que investem na Grã-Bretanha, bem como manter o bom impulso de desenvolvimento dos laços econômicos e comerciais entre os dois países.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.