Brasil

CNMP decide investigar Deltan Dallagnol por cooperação ilegal com os Estados Unidos

Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) vai apurar as denúncias feitas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) contra procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba, entre entre eles, Deltan Dallagnol, coordenador dos trabalhos.

conselheiro Otavio Luiz Rodrigues Jr. deu prazo de 15 dias para que o procurador-geral da República, Augusto Aras, forneça as informações “que entender cabíveis”, bem como “cópias de documentos” sobre a diligência feita pela subprocuradora Araújo em Curitiba.

A visita dela causou uma furiosa reação dos procuradores da força tarefa da Lava Jato em Curitiba, que se negaram a fornecer informações.

A OAB pediu também investigações sobre a cooperação da força-tarefa com autoridades do FBI, a supressão de nomes de autoridades com prerrogativa de foro dos processos, para mantê-los em Curitiba, e a utilização de equipamentos estrangeiros de gravação eletrônica “de diálogos e outras comunicações pessoais”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp