Política

Com sintomas, Bolsonaro faz novo teste para Covid-19 e cancela compromissos da agenda oficial

Presidente sentiu febre e dores no corpo e disse que 'está tudo bem'. Resultado do exame sairá hoje (7)

07/07/2020


Na imagem o presidente da República Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores, ao retornar à residência oficial do Palácio da Alvorada no final da noite dessa segunda-feira (6), que fez uma radiografia do pulmão e um exame para detecção da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Ele saiu do Palácio do Planalto com febre e dores no corpo. O chefe do Executivo afirmou ainda que realizou teste e o resultado deve sair nesta terça-feira (7).

Como de praxe, Bolsonaro fez os exames no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e cancelou os compromissos da manhã desta terça-feira (7), a fim de esperar o resultado do teste de coronavírus, previsto para as 12h. Para o período da tarde, às 15h, a agenda oficial prevê uma audiência, no Palácio do Planalto, com o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Em vídeo registrado por um apoiador, o presidente afirmou que “está tudo bem”.

“Eu estou evitando [aproximação com pessoas] que vim do hospital agora. Fiz uma chapa do pulmão. Está limpo o pulmão, tá certo? Vou fazer o exame do covid agora há pouco, mas está tudo bem”, afirmou Bolsonaro, que usava máscara ao conversar com os apoiadores.

“Não dá para chegar muito perto, não. Recomendação para todo mundo”, afirmou Bolsonaro ao sair do carro oficial.

Depois, a assessoria de Bolsonaro divulgou a seguinte nota: “O presidente Jair Bolsonaro realizou na noite de hoje, 6, teste de covid-19 em hospital de Brasília. O resultado sairá nesta terça-feira, 7. O presidente apresenta, nesse momento, bom estado de saúde e está em sua residência.”

Um apoiador perguntou a Bolsonaro se poderia tirar a máscara para fazer uma foto com ele. Em um primeiro momento, o presidente diz que o apoiador pode tirar a proteção. Mas depois emenda: “Quer dizer… Não mandei você tirar. Você tirou porque você quis”, o que provoca risos dos demais.

Pelo menos dois ministros que estiveram com Bolsonaro nos últimos dias, Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e José Levi (Advocacia Geral da União) devem se submeter a testes nesta terça-feira.

Ausência em cerimônia

Bolsonaro não participou na tarde desta segunda-feira de cerimônia no Palácio do Planalto comemorativa aos cinco anos da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência.

No evento, a ministra Damares Alves assinou um protocolo de intenções de cooperação técnica para o desenvolvimento de sistema unificado que será base para o cadastro inclusão, criado pela lei de 2015.

Participaram do evento, além da ministra dos Direitos Humanos, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, os ministros Braga Netto (Casa Civil), Paulo Guedes (Economia), Eduardo Pazuello (interino da Saúde), Augusto Heleno (Segurança Institucional) e Antônio Paulo Vogel (substituto do Ministério da Educação).


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.