Brasil

Comandante da PM de Pernambuco pede demissão após agressões de policiais a manifestantes no sábado

247 – O comandante da Polícia Militar de Pernambuco, Vanildo Maranhão, pediu demissão do cargo nesta terça-feira (1), segundo João Valadares, jornalista da Folha de S. Paulo. Ele será substituído pelo coronel José Roberto Santana.

 

A decisão vem após a PM pernambucana protagonizar cenas de horror durante manifestação contra Jair Bolsonaro no último sábado (29). Cidadãos foram atacados por policiais e dois manifestantes receberam tiros de bala de borracha nos olhos. Um deles, Jonas Correia, de 29 anos, acabou ficando cego de um olho. Até mesmo a vereadora Liana Cirne Lins foi vítima da repressão policial.

O governo do estado emitiu nota sobre a demissão. Leia: “o governador Paulo Câmara aceitou o pedido de exoneração do comandante da Polícia Militar, Vanildo Maranhão, feito no início da noite desta terça-feira. Maranhão será substituído pelo coronel José Roberto Santana que atualmente ocupava o cargo de diretor de Planejamento Operacional da PM. O novo comandante será nomeado nesta quarta-feira. As investigações sobre as responsabilidades das agressões praticadas por policiais militares durante a manifestação ocorrida no último sábado no centro do Recife continuam. Há procedimentos investigatórios instaurados pela Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social e pela Polícia Civil”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp