Brasil

Crise se chama Bolsonaro, sobrenome Guedes”, diz Roberto Freire 

10/03/2020


O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire criticou ” viagem do presidente e alienação do ministro da Economia. Um dos mitos do governo Jair Bolsonaro se desfaz: o de que havia no governo uma banda boa, racional e competente. Diante da crise, quem deveria assumir o controle do processo e liderar a busca por soluções brinca de faz de conta. Tranquilidade?”, indagou.

Para ele “enquanto a bolsa suspende operações após cair 10%, o dólar dispara, Petrobras perde +- R$ 80 bilhões em valor de mercado, risco país em escalada…”

E acrescentou: “O mundo racional está tudo, menos tranquilo. No Brasil, milhões de desempregados, pibinho e irresponsabilidade em alta. O país precisa de muito além das reformas. O nome desta crise é Bolsonaro. O sobrenome é Guedes. Bolsonaro foi pra Flórida tietar o ídolo Trump”.

Disse ainda que “Guedes está no mundo da lua. O “Posto Ipiranga” não tem respostas para problemas sérios. Não sairemos desta com o país abandonado à própria sorte.”

– Quem vai liderar, dizer qual é o caminho? Países com lideranças sérias estão tomando atitudes responsáveis. Aqui, transformaram o Planalto numa bagunça da pior qualidade. Um exemplo? Países como a Itália estão restringido a circulação de pessoas e evitando aglomerações em razão do coronavírus. Aqui, o próprio presidente convoca manifestação, concluiu.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.