Brasil

Cúpula do Clima: “Fala de Bolsonaro vai na contramão do que é a realidade brasileira”, diz analista

Sputnik – A fala de Bolsonaro na Cúpula do Clima realizada na quinta-feira (22), despertou críticas. A Sputnik Brasil conversou com Paulo Velasco — cientista político, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e pesquisador do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) — para avaliar qual foi o comportamento de Bolsonaro na cúpula em relação à questão do desmatamento da Amazônia e às ameaças de Biden, ainda durante a campanha eleitoral americana, de impor sanções ao Brasil devido a problemas ambientais.

 

Velasco começou dizendo que não vê a fala desta quinta-feira (22) do presidente Bolsonaro na Cúpula do Clima como um discurso que tenha conseguido convencer aqueles que lhe assistiram. “Muitas das colocações que ele trouxe vão na contramão do que tem sido a realidade brasileira”.

 

“Ele se compromete a aumentar os recursos para fiscalização e combate do desmatamento, aplicando recursos por exemplo na Força Nacional de Segurança, mas tem sido o contrário. Temos visto uma redução no orçamento, por exemplo, no Instituto Chico Mendes, uma redução no orçamento do Ibama, uma redução dos fiscais atuando no combate ao desmatamento. Então é um discurso que contradiz a realidade brasileira dos últimos dois anos”, avaliou o especialista.

 

Para ele, o presidente reiterou a ideia de desmatamento ilegal zero, mas a questão já estava na Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC, na sigla em inglês) brasileira apresentada na Cúpula de Paris, na época da assinatura do Acordo de Paris, ou seja, na COP-21 em 2015.

 

“É importante para evidenciar que o Brasil não está caminhando para trás. Mas na prática é exatamente isso que está acontecendo. Então é uma fala que acaba sendo esvaziada e contrariada pelos fatos. É importante reiterar o que estava no Acordo de Paris, mas o Brasil precisa de ações concretas e não de palavras vazias […] É um governo que tem se mostrado muito caótico na gestão da temática ambiental, na questão climática e do desmatamento” continuou Velasco.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp