Nordeste

Drauzio diz que aglomeração de Bolsonaro no Ceará é “crime” e lembra recorde de mortes por Covid-19

247 – O médico Drauzio Varella comentou as aglomerações feitas por Jair Bolsonaro em sua visita ao Ceará nesta sexta-feira, 26. Ele destacou que “morrem 1.500 pessoas ontem, hoje o presidente da República sai sem máscara e provoca aglomeração”, em entrevista à GloboNews. Sua fala diz respeito ao recorde de mortes diárias por Covid-19 registradas desde o início da pandemia no Brasil.

“Como a gente classifica um comportamento desse? Você vai dizer: ‘é um mau comportamento’. Não, mau comportamento é outra coisa, todos nós temos maus comportamentos às vezes. Isso é um crime, eu não consigo encontrar outra palavra para definir esse tipo de atitude.”

“Qual o interesse desses demagogos todos? Eles pensam assim: está todo mundo cansado de ficar em casa, eu vou dizer que pode sair, que para com essa besteira de epidemia, não é assim também, não pega assim desse jeito, o vírus não é uma doença grave, se você pegar e tomar cloroquina tudo bem, você vai ficar bem, não vai acontecer nada com você. Percebe? Estão enganando a população, são demagogos, eles fazem isso porque acham que vão colher dividendos políticos para eles”, disse.

“Nada nos salva nesse momento”, afirmou. “Você conversa com os epidemiologistas, com as pessoas que estudam esse problema, a disseminação do vírus, eles são muito pessimistas, eles acham que as duas, três semanas que virão serão terríveis para o Brasil”, completou.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp