Nordeste

Edição histórica da Revista NORDESTE destaca trajetória e ensinamentos do economista paraibano Celso Furtado; veja os destaques

24/07/2020


Por Redação / Revista NORDESTE

Já está em circulação a edição de nº 162 da Revista NORDESTE, que aborda a trajetória, os ensinamentos e o legado do economista e pensador brasileiro, Celso Furtado, cujo centenário de nascimento será comemorado no próximo domingo (26). A importância histórica desta versão, com levantamento de dados inéditos da vida e obra do paraibano de Pombal, já recebeu até o reconhecimento até do Congresso Nacional, que fará sessão especial para celebrar o centenário de Celso Monteiro Furtado.

A nova edição da Revista NORDESTE consta textos exclusivos de personalidades políticas, historiadores e professores catedráticos como José Octávio Arruda Melo, Rômulo Polari e Francilene Garcia, bem como abordagens especiais do governador João Azevêdo, da deputada estadual Polyana Dutra, natural da cidade de Pombal onde nasceu Celso Furtado e do historiador Verneck Tavares, entre outros.

INFLUÊNCIA

A Revista NORDESTE apresenta texto assinado pelo governador da Paraíba, João Azevêdo Lins Filho, que traduz a influência de Celso Furtado no presente e no futuro da sociedade. “A sua visão considerava as disparidades internas, as condicionantes externas e as oportunidades desprezadas, podendo promover crescimento mais equilibrado no País”, diz.

PRINCÍPIOS RENOVADOS

A edição traz uma entrevista com a economista Tânia Bacellar, que revive a Região Nordeste sob a ótica de Celso Furtado. Ela lembra dos princípios do renomado economista paraibano, sedimentando a construção do que ele fundamentou na criação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), e adverte para a necessidade de convivência com o federalismo à base do diálogo profícuo com a União, quando as conversações, e relações institucionais, voltarem ao normal.

FÓRUM DE DESENVOLVIMENTO

O economista, professor e ex-reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Rômulo Polari, aborda como a influência de Celso Furtado pode determinar os rumos e atuação do Consórcio Nordeste, e sobre como o agrupamento de governadores poderá se transformar em um fórum permanente de desenvolvimento regional.

FUTURO

O professor aposentado da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e pesquisador, Sérgio Gabrielli, traça um panorama entre o presente e o futuro, com o tema “Nordeste: Antes de tudo, um forte que quer mudar”. “Os nordestinos mudaram os governadores por uma safra de jovens lideranças, resistiram à eleição conservadora nacional e se organizaram para resistir no Consórcio Nordeste”.

ORIGEM

A Revista ainda traz uma abordagem sobre os primeiros passos e trajetória de Celso Furtado. Em texto assinado pelos historiadores Verneck Tavares e José Travares, são relembradas influências e memórias do cangaço e da enchente de 1924, em Pombal, no interior da Paraíba, terra de Celso Furtado, que estão presentes nas primeiras referências do ambiente interiorano.

Também natural de Pombal, a deputada estadual pela Paraíba, Pollyana Dutra, faz uma homenagem ao conterrâneo reconhecido mundialmente. Ela destaca a essência das mudanças estruturais operadas pelo pensamento do economista.

OBRAS FUNDAMENTAIS

O historiador José Octávio de Arruda Mello aponta obras fundamentais para entender a  essência do economista. Segundo ele, Celso Furtado foi responsável por clássicos da história e teoria econômica, além de estudos acerca da problemática brasileira e universal, sob a ótica do desenvolvimento. Mas, Furtado também produziu autobiografias. Entre elas, A Fantasia Organizada (1985), A Fantasia Desfeita (1988), e os Ares do Mundo (1990).

VOCAÇÃO À LITERATURA

O escritor Damião Ramos Cavalcanti, presidente da Academia Paraibana de Letras e secretário de Estado da Cultura, destaca a vocação de Celso Furtado para a literatura. “O hábito da leitura lhe deu facilidade para escrever”, diz.

A nova Revista NORDESTE é histórica e está realmente imperdível. A edição virtual pode ser lida, na íntegra, CLICANDO NESTE LINK.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.