Política

Efraim Filho projeta votação de socorro a estados e municípios ainda nesta semana e vê fala serena de Mandetta

Deputado não reproduziu o tom de crise como demonstrado por bolsonaristas que pedem a demissão do ministro.

13/04/2020


POR WALTER SANTOS – O líder do Democratas (DEM) na Câmara Federal, deputado Efraim Filho, começou a semana sem reverberar o conceito de crise gerado pela perspectiva de demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por sua entrevista no programa “Fantástico”, da Rede Globo, pela massa bolsonarista.

“Ele foi equilibrado e sereno”, afirmou, prevendo a votação esta semana do socorro aos estados e municípios, através da Lei Mansueto, estimando em até R$ 222 bilhões de impacto aos cofres públicos.

Efraim Filho não reproduziu o tom de grande crise como demonstrado por bolsonaristas pela entrevista do ministro. “Ele apenas marcou posição e soube transmitir sua mensagem sem problemas”, frisou.

EMENDA MANSUETO – O líder do Democratas considera difícil votar nesta segunda-feira o socorro aos estados e municípios por falta de consenso no texto, mas projeta que até quarta-feira (15) esteja tudo resolvido.

Efraim prevê que a Emenda contemple condições emergenciais por conta da crise do coronavírus com recomposição do ICMS e ISS em face da queda de receita, suspensão do pagamento das dívidas e abertura e nova composição da RCL (Receita Corrente Liquida) permitindo empréstimos aos estados e municípios.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.