Maranhão

Em 4ª remarcação, aulas em escolas do Maranhão devem voltar dia 10 de agosto

Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou uma portaria com uma nova previsão para a volta às aulas presenciais nas escolas do Maranhão

21/07/2020


Imagem meramente ilustrativa

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou uma portaria com uma nova previsão para a volta às aulas presenciais nas escolas do Maranhão: 10 de agosto e apenas para o terceiro ano do ensino médio. Para os demais estudantes, o documento diz apenas que novas portarias serão lançadas ‘à luz dos indicadores epidemiológicos’.

Essa é a quarta vez que o governador Flávio Dino remarca a previsão da volta às aulas. Inicialmente, um decreto do governo apontava para o dia 15 de junho. Depois, o governador afirmou que seria 1º de julho. Por fim, já no mês de julho, Dino disse que a volta às aulas estavam previstas para o dia 1º de agosto.

As aulas a partir de 10 de agosto terão rodízio semanal de estudantes, menos quando for possível manter o distanciamento obrigatório. O ensino será híbrido, ou seja, parte será presencial e parte será à distância.

A portaria do governo do Maranhão indica aulas aos sábados e também diz que as escolas deverão:

• Distribuir materiais de higiene e desinfecção para os estudantes, professores e demais funcionários
• Escalonar o horário de entrada e saída de séries e turmas, com intervalos entre os grupos, a fim de evitar aglomeração
• Sinalizar o distanciamento nas filas das lanchonetes e restaurantes
• Aferir a temperatura de todos que estudam ou trabalham no ambiente escolar
• Desinfectar, de forma permanente e contínua, com produtos adequados ao combate da Covid-19, os locais utilizados rotineiramente nas instituições
• Suspender as atividades presenciais que podem provocar aglomeração de pessoas, a exemplo de eventos, prática de esportes, torneios, gincanas e solenidades de formatura
• Instituir uma Comissão de Saúde
• Garantir o uso obrigatório de máscaras
• Manter o distanciamento social, sendo 1 metro para ambientes com ventilação natural e 1,5 m para ambientes com ventilação artificial
• Garantir a lavagem frequente das mãos e observar dos protocolos e etiquetas respiratória


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.