Nordeste

Em reunião do PNUD, Flávio Dino apresenta propostas de superação da crise sanitária e econômica na América Latina

A líderes de vários países da região, o governador Flávio Dino defendeu diretrizes para a construção de um estado de bem-estar social

01/09/2020


Na imagem o governador do Maranhão, Flávio Dino

Revista Nordeste

Com os olhos voltados para a América Latina, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) promoveu uma reunião para discutir propostas de saída da crise econômica amplificada pela pandemia da Covid-19.

A líderes de vários países da região, o governador Flávio Dino defendeu diretrizes para a construção de um estado de bem-estar social, como reforma tributária fiscal, financiamento de políticas sociais de renda mínima, manutenção do sistema público universal de saúde, geração de emprego, defesa do trabalho formal, industrialização dos países e a proteção da democracia política.

“Ao meu ver, a luta da América Latina é desenvolvimento com combate às desigualdades, desenvolvimento sustentável valorizando também a industrialização, financiamento do bem-estar social com reforma tributária fiscal progressiva, políticas de valorização e proteção do trabalho formal e proteção à soberania popular”, disse.

A avaliação do órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) é que a crise intensificou problemas estruturais da América Latina e abriu oportunidades para a construção de novas políticas desenvolvimentistas nos países, acelerando discussões e soluções para a geração de um estado de bem-estar social.

Entre as políticas defendidas pelo PNUD estão maior proteção social, acesso amplo à tecnologia e ao mundo digital, política fiscal mais progressiva, economia verde e modelos de governança mais eficazes.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.