Nordeste

Estátua de Ariano Suassuna é alvo de vandalismo, no Recife

Escultura, que faz parte do Circuito da Poesia, amanheceu caída na calçada, na Rua da Aurora. Emlurb diz que vistoria será feita para providenciar reparo

21/09/2020


Estátua em homenagem ao escritor Ariano Suassuna, localizada no Recife, apareceu quebrada nesta segunda-feira (21) — Foto: Elvys Lopes

A estátua em homenagem ao escritor paraibano Ariano Suassuna, localizada na Rua da Aurora, região central do Recife, apareceu quebrada na altura das pernas e caída no chão, nesta segunda-feira (21). A Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) informou que a escultura foi depredada e que equipes verificam a extensão dos danos para providenciar o reparo.

O monumento de 1,8 metro foi feito pelo artistas plástico Demétrio Albuquerque e inaugurada em 2017. A obra foi instalada em frente ao Teatro do Arraial Ariano Suassuna, na Rua da Aurora, reinaugurado quando ele era Secretário de Cultura.

A escultura faz parte do Circuito da Poesia do Recife, criado para perpetuar o legado de personalidades ligadas à arte em Pernambuco.

Além da obra em homenagem a Ariano, o circuito tem monumentos de artistas como os poetas Manuel Bandeira e João Cabral de Melo Neto, os músicos Chico Science, Luiz Gonzaga e o compositor Capiba.

Vandalismo
As estátuas do Circuito da Poesia também foram alvos de vandalismo em março de 2020. Na data, a estátua de Ariano Suassuna teve o nariz quebrado e a de João Cabral de Melo Neto teve o nariz e parte do queixo quebrados, além das placas de identificação pichadas.

De acordo com a Emlurb, são gastos aproximadamente R$ 2 milhões por ano em recuperação de monumentos, pontes e edificações que sofrem com atos de vandalismo. O número para fazer denúncias é o 156.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.