Política

“Eu não quero vingança. Quero Justiça”, diz Lula sobre suposto envolvimento do FBI na Lava Jato

Denúncia foi revelado por uma reportagem da Agência Pública e do Intercept Brasil

02/07/2020


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva usou suas redes sociais na manhã desta quinta-feira (2) para se manifestar sobre o envolvimento do Departamento de Justiça dos EUA (FBI) com os procuradores da Lava jato, no Brasil, segundo o que foi revelado por uma reportagem da Agência Pública e do Intercept Brasil.

“Eu não quero vingança. Quero Justiça”, afirmou Lula, que disse esperar que “em algum momento a Justiça leia os autos do meu processo para esclarecer a farsa que promoveram para me tirar do processo eleitoral de 2018”.

A matéria mostra como o FBI tinha conhecimento detalhado da operação da Lava Jato que destruiu a maior empresa de engenharia brasileira, a Odebrecht. Os diálogos obtidos revelam como Deltan Dallagnol escondeu da PGR a ação conjunta da força tarefa brasileira com o FBI, numa ação clandestina e ilegal.

“A gente vem denunciando há anos o envolvimento do Departamento de Justiça dos EUA na Lava Jato. Apontamos fatos concretos, que eles chamavam de teoria da conspiração. Agora isso está vindo à tona”, afirmou o ex-presidente Lula, acrescentando que “Dallagnol montou uma quadrilha com a Força Tarefa da Lava Jato e isso está ficando claro. Espero que em algum momento a Justiça leia os autos do meu processo para esclarecer a farsa que promoveram para me tirar do processo eleitoral de 2018”.

“Entramos com um pedido de anulação do processo do Moro na Suprema Corte”, concluiu Lula.

Confira:

&nbsp


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.