Política

Flávio Dino critica ministro da Saúde por não procurar o Estado para tratar da variante indiana

“Incrível essa entrevista coletiva do ministro da Saúde. Ele diz que debateu sobre o Maranhão com os secretários municipais de Saúde de São Paulo e do Rio. E com o prefeito de Guarulhos. Menos com o Governo do Maranhão. É impossível até entender o que eles farão”, postou o governador do Maranhão, Flávio Dino, no Twitter ao saber que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, concedeu uma coletiva sobre a cepa indiana, sem procurar autoridades do Maranhão, onde ocorreram os primeiros casos.

Em resposta, o ministro da Saúde disse ter conversado com o secretário do Estado, Carlos Lula, e acusou Flávio Dino de politizar o tema: “Estranho, Vossa Excelência. Ao contrário do que afirma, conversei com o secretário Carlos Lula, por telefone, e o convidei para a coletiva. No entanto, ele informou que o senhor não autorizou a participação dele. Este deve ser um momento de união. Nosso único inimigo é o vírus!”.

A réplica de Dino foi ainda mais dura e novamente contestou a versão de Queiroga: “O secretário Carlos Lula não foi ouvido sobre nada. E claro que ele não se dispôs a ser enfeite em coletiva. Estamos sempre à disposição para diálogos sérios. E espero que o presidente da República ouça suas recomendações, passe a usar máscaras e evitar aglomerações”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp