Maranhão

Flávio Dino defende aliança ampla nas eleições: PT é protagonista, mas isso não significa exclusivismo

20/01/2020


247 – O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), acredita em uma frente de esquerda para as eleições em 2022, mas pondera sobre o suposto “exclusivismo” do PT, o maior partido do campo. Ele diz: “vimos, por exemplo, na Argentina, a própria Cristina Kirchner fez esse movimento e resultou na vitória do campo político que ela lidera.”

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca alguns trechos das entrevista concedida por Dino ao veículo:

Sobre a sucessão para 2022, ele diz: “se nós olharmos a história brasileira, sempre vamos encontrar que avanços democráticos e sociais decorreram de alianças, de frentes políticas, de articulações envolvendo setores com vinculações diferentes. Ou seja, é preciso sempre, consultando a história, entender que nós só vamos retomar um ciclo de desenvolvimento com justiça social no Brasil se o campo progressista, democrático, popular, da esquerda, tiver condições de reeditar, a exemplo desses outros momentos, essas articulações mais amplas, diz ele para acrescentar:

– Nesse sentido que eu tenho, no âmbito do fórum de governadores, na relação com o Congresso, assim como com outras personalidades e lideranças políticas, procurado concretizar na prática essa visão teórica acerca da realidade brasileira.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.