Maranhão

Flávio Dino destaca importância de diálogo entre Executivo e Judiciário

20/11/2020


Revista Nordeste

O governador Flávio Dino dialogou, durante reunião, com o desembargador Lourival Serejo, presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão. Durante o encontro, o governador e o presidente do TJ trataram de assuntos de interesse comum entre o Poder Executivo e Poder Judiciário.

Temas como: Segurança Pública, instalação de novas varas, pagamentos de precatórios e parcerias entre a UEMA e o TJ foram alguns dos assuntos discutidos entre o governador Flávio Dino e o presidente Lourival Serejo. Também participou do encontro Dr. Rodrigo Maia, procurador-geral do Maranhão.

Racismo Institucional é pauta no Griô da Juventude

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Juventude (Seejuv), realizou, na quinta-feira (19), a segunda edição do Griô da Juventude. Realizado de forma virtual, o evento reuniu representantes de órgãos públicos e da sociedade civil em um bate-papo sobre o racismo institucional.

A Seejuv lançou, no dia 09 de novembro, a Campanha de Combate ao Racismo Institucional trazendo uma forte de reflexão sobre o racismo dentro das estruturas públicas e privadas. E, nessa perspectiva, o Griô da Juventude faz memória dos que têm vivência, experiência e muita história a contar, principalmente para os jovens.

Para a presidente do Conselho da Igualdade Racial do Maranhão (CEIRMA), Jacinta Maria, o evento foi de grande importância na transmissão de conhecimento. “Que nessa atividade do Griô da Juventude, as juventudes possam escutar os mais velhos que viveram experiências; experiências essas que possam ajudar a perceber, a viver a sua juventude com muita luta, força, equilíbrio e, sobretudo, construindo um mundo mais humano, mais justo, fraterno, plural e com muita equidade para todos”, afirmou.

A secretária adjunta de Estado de Igualdade Racial, Socorro Guterres, refletiu, em cima da temática sugerida pelo evento, falando que iniciativas como o Griô são muito valorosas para o combate ao racismo institucional no Brasil e no Maranhão.

“O Griô traz a figura do mais velho da comunidade como responsável em repassar todos os conhecimentos trazidos da África. Não só os conhecimentos, mas também as estratégias de luta e de resistência. Trazer o Griô para ser trabalhado dentro da Campanha de Combate ao Racismo Institucional foi uma sacada muito legal na perspectiva deste combate” declarou Socorro Guterres.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.