Nordeste

Flávio Dino detalha panorama do Maranhão no cenário do novo coronavírus

O governador do Maranhão destacou a importância do planejamento e organização neste momento

10/10/2020


O governador destacou a importância do planejamento e organização neste momento. Foto: Divulgação

Revista Nordeste

O governador Flávio Dino tratou do cenário do novo coronavírus e o planejamento do Governo do Estado no controle e combate à doença no Maranhão. No evento, o chefe do Executivo maranhense enumerou medidas da gestão na ampliação da rede hospitalar estadual e outras ações. Relatório nacional aponta que o Maranhão permanece entre os 13 estados do país com estabilidade dos casos de coronavírus. Os casos ativos da doença também mantêm a linha de redução. Dos mais de 4,8 mil registrados no início do mês, caíram para 3,8 mil no dia 8.

O governador Flávio Dino destacou a importância do planejamento e organização neste momento. “Uma vez que não sabemos o cenário futuro deste e outros vírus, precisamos nos organizar pesquisando e estudando este comportamento. Infelizmente, estamos vendo a tendência de prolongamento deste cenário. Paralelamente, estamos promovendo medidas de ampliação da estrutura da rede estadual de saúde, que serve para vários outros casos, mas com foco na ocorrência do coronavírus. Estamos completando a malha da saúde para qualquer eventualidade”, disse.

O Hospital Genésio Rego, na capital, vai abrigar posto do Laboratório Lacem, para somar nas ações de análise e pesquisas sobre o coronavírus. Ainda, ambulatórios nas Policlínicas, mais nove leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na Maternidade de Ata Complexidade do Maranhão; unidade de atendimento em Codó; Policlínica de Presidente Dutra para demandas da região central do Estado; hospital de campanha em Santa Inês e Açailândia são outras ações da gestão saúde para combate ao coronavírus.

Testes na modalidade drive-thru estão sendo realizados em Imperatriz e retornam o atendimento na capital, na próxima semana. Até dia 8 de outubro, somaram 1.138 testes realizados; destes, 846 deram negativos. A rotina de trabalho do Governo mantém ainda testes regulares dos profissionais e gestores, principalmente da área da saúde. “São uma constante estes testes. E, mesmo com todas as medidas, às vezes nossos próprios serviços podem ser interrompidos. Ocorreu com o nosso secretário de Saúde, Carlos Lula, que está com sintomas leves e em quarentena”, explica o governador.

O governador também comentou sobre três casos de reinfecção por coronavírus já identificados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), todos registrados em São Luís. “Estamos observando estes casos e, até o momento, as pessoas estão com sintomas leves e não precisaram ser hospitalizadas. Com isso, talvez se confirme a ideia de que, em caso de recontaminação, a doença se manifeste de forma mais amena. Estamos acompanhando e esperando que não evoluam”, disse Flávio Dino. Os casos estão sendo acompanhados e, na próxima semana, a SES terá parecer sobre os pacientes.

Flávio Dino informou da implantação do Shopping da Criança, para marcação de consultas, que estará disponível a partir de terça-feira (13), seguindo as normas sanitárias cabíveis. O serviço vai oferecer assistência social, educador físico, fisioterapia, fonoaudiólogo, pediatria, neuropsicólogo, nutricionista, psicólogo, psicopedagogo e terapeuta ocupacional. O espaço possui ainda brinquedos e outros itens para as crianças, que estarão funcionando com a retração do coronavírus. Agendamentos podem ser feitos no app do Viva Procon ou Disque Saúde (98) 3190-9091. O Shopping da Criança fica no prédio do antigo Viva na Praia Grande.

Encerrando a coletiva, o governador pontuou a responsabilidade e atenção na disseminação de notícias falsas: as fake news. O governador citou algumas falsas informações que vêm sendo propagadas na imprensa e alertou para os prejuízos nesta divulgação. “É um momento para atenção, não para pânico. E espalhar fake news não traz nada de bom, nada de positivo para o trabalho e esforços que vêm sendo empregados no combate ao vírus. Precisamos ser responsáveis e humanos e não espalhar notícias falsas”, enfatizou o governador.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.