Política

Gleisi cobra demissão do presidente do Banco Central, que defendeu mortes em nome da economia

Em fala revelada nesta manhã pelo Intercept, Neto diz que reduzir mortes por Covid-19 é pior para a economia.

16/04/2020


Senadora Gleisi Hoffmann, em sessão em Brasília 29/6/2016 REUTERS/Adriano Machado

BRASIL 247 – A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente nacional do PT, cobrou nesta quinta-feira (16) a demissão do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Em fala revelada nesta manhã pelo Intercept, Neto diz que reduzir mortes por Covid-19 é pior para a economia, colocando resultados financeiros como prioridades em relação a vida da população.

Gleisi afirmou que o presidente do BC não tem apreço pela vida humana. “É grave a denúncia. Roberto Campos Neto não tem qualquer apreço pela vida ou pelo povo. Ou desmente ou pede demissão”.

Para a deputada, a opinião de Neto reflete ainda o pensamento de todo o governo Bolsonaro. “O Planalto e a equipe econômica não querem salvar vidas. Eles preferem colocar a economia para girar”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.