Política

Governador de Alagoas diz que governo Bolsonaro atrasou vacinação de forma intencional

 O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), afirmou nesta terça-feira (27) que o governo Jair Bolsonaro atrasou deliberadamente a vacinação contra Covid-19 no Brasil. O governador é filho do senador Renan Calheiros, que foi nomeado relator da CPI da Covid no Senado.

“Nós nos atrasamos deliberadamente na aquisição de vacinas. Em determinado momento, o Brasil era contra a compra de vacinas, e isso se verbalizou por meio de várias autoridades. E não temos um cronograma de vacinação, ele é alterado a cada semana, quinzena ou mês, e é sempre para postergar, nunca para antecipar”, disse Renan Filho ao jornal Valor Econômico.

Ele também criticou as diversas trocas no comando do Ministério da Saúde. “O Ministério da Saúde é fundamental nesse processo, e em meio à crise, tivemos quatro ministros. Imagina a Seleção Brasileira, às vésperas da Copa do Mundo, trocando de técnico quatro vezes, cada um com um time de diferente, um lateral esquerda, outro de direita. Certamente isso dificulta a organização do time”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp