Nordeste

Governo do Maranhão prepara mais de 100 novos leitos para enfrentar à Covid-19

Até esta sexta-feira (24), a rede estadual de saúde tinha 628 leitos dedicados unicamente a pacientes com coronavírus.

24/04/2020


Na imagem o governador do Maranhão, Flávio Dino

REVISTA NORDESTE – O Governo do Maranhão vem fazendo obras, compras e adequações nos últimos dias para entrega de centenas de leitos exclusivos para pacientes com o novo coronavírus. As entregas, como medida de combate à Covid-19, vão sendo feitas progressivamente nas próximas semanas.

Até esta sexta-feira (24), a rede estadual de saúde tinha 628 leitos dedicados unicamente a pacientes com Covid-19. Destes, 193 são de UTI, e 435, de enfermaria.

Como mais de 90% dos casos confirmados estão concentrados na Ilha de São Luís, é nessa região que está também a maior parte dos leitos: 112 de UTI e 267 clínicos.

A situação mais preocupante da capital tem levado o Governo do Maranhão a adotar novas medidas diariamente. Entre elas, está o aluguel de mais dois hospitais privados que estavam com o funcionamento paralisado.

São eles: o Hospital Real, com 200 leitos, e o Hospital São José, com 50 leitos. As adequações estão sendo feitas neste momento para que os pacientes sejam recebidos.

Leitos alugados no Hospital Real

Isso envolve compra de equipamentos e contratação de profissionais – duas coisas que têm se mostrado de grande dificuldade no mundo todo neste momento de pandemia.

A Secretaria de Estado da Saúde tinha alugado o HCI, na capital, que se tornou o primeiro hospital exclusivo para combater a doença. Agora, uma nova ala do HCI está sendo expandida para receber mais leitos.

Há, ainda, obras de construção do anexo com 50 leitos no Hospital Nina Rodrigues. A Unidade Mista do Itaqui-Bacanga, da Prefeitura, também está recebendo obras da gestão estadual.

“Segue a nossa luta diária por mais leitos hospitalares. Reforço a urgência de que todos se previnam, adotando distanciamento social e usando máscaras”, diz o governador Flávio Dino.

Outras cidades

Novo hospital de Lago da Pedra

Embora os casos confirmados estejam concentrados na Ilha de São Luís, a trajetória do vírus é imprevisível e pode atingir fortemente outras cidades. É por isso que estão sendo feitos investimentos para abrir novos leitos também nas próximas semanas em várias regiões.

O Hospital de Imperatriz vai receber mais equipamentos e leitos. Em Açailândia, será montado um hospital de campanha com 60 leitos, que será usado caso a doença atinja fortemente a cidade.

Em Lago da Pedra, o novo hospital da cidade está sendo concluído, com 50 leitos, que poderão ser usados no combate ao Covid-19.

Outro hospital prestes a ser entregue é o de Santa Luzia do Paruá, com 72 leitos, que também poderão receber pacientes contaminados com coronavírus.

Já em Caxias, o Hospital Regional vai receber mais 25 leitos.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.