Brasil

Guedes diz que havia ‘cronograma’ para derrubar Bolsonaro em 60 dias e recebeu conselho de Doria: ‘se salva’

247 – O ministro da Economia, Paulo Guedes, revelou um plano que previa o impeachment de Jair Bolsonaro. Em entrevista à revista Veja que circula nesta sexta-feira (18), Guedes contou alguns detalhes do episódio, que tinha até o prazo de 60 dias para ser concluído.

“Houve, sim, um movimento para desestabilizar o governo. Não é mais ou menos, não. Tinha cronograma. Em sessenta dias iriam fazer o impeachment. Tinha gente da Justiça, tinha o Rodrigo Maia, tinha governadores envolvidos”, disse Guedes.

O ministro revelou até um suposto telefonema do governador de São Paulo, João Doria. “O Doria ligou para mim e disse assim: ‘Paulo, é a chance de salvar a sua biografia. Esse governo não vai durar mais de sessenta dias. Faz um favor? Se salva’”, disse Guedes.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp