Bahia

Hemoba e Polícia Militar iniciam campanha de doação de sangue em todo o estado

A Fundação Hemoba e a Polícia Militar da Bahia se unem pelo segundo ano consecutivo com o tema “Doe uma Gota de Carinho” para mobilizar e conscientizar policiais militares em todo o estado para a doação de sangue. A campanha teve abertura nesta terça-feira (13), na Vila Policial Militar do Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, onde um ônibus de coleta foi instalado e ficará até esta sexta-feira (16), das 8h às 17h.

A unidade móvel é aberta para atendimento aos policiais militares e à sociedade civil que resida ou trabalhe no Centro Administrativo da Bahia (CAB) e no seu entorno. Na ocasião serão realizadas coletas de sangue e cadastros de doadores de medula no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Após a primeira semana no CAB, a campanha segue acontecendo até o dia 13 de maio nas unidades fixas de coleta da Hemoba do estado.

O médico hematologista e diretor da Hemoba Fernando Araújo lembra que os militares são grandes apoiadores da causa do sangue. “É uma alegria ter os policiais militares da Bahia como parceiros. Eles vestem a camisa mesmo! Ano passado abasteceram nosso estoque em todo estado, mobilizaram muitos voluntários! Somos muito gratos por esse compromisso que eles têm com a doação de sangue”, diz.

Em 2020, os policiais mobilizaram todos os batalhões da Bahia, incentivados pela baixa dos estoques de sangue, em função da pandemia — queda representou 10% nas doações em relação a 2019. Só na primeira semana de campanha foram 694 bolsas doadas.

“A doação de sangue é um significativo ato de amor ao próximo. Com mais uma campanha, a corporação renova a parceria com a Fundação Hemoba e reafirma seu compromisso institucional”, ressalta o major Evanluiz, da Coordenação de Direitos Humanos da Diretoria de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos (DPCDH) da Polícia Militar da Bahia.

No interior – As doações podem ser realizadas em um dos 24 pontos de coleta da Hemoba, localizados nos municípios de Feira de Santana, Camaçari, Eunápolis, Barreiras, Recôncavo da Bahia, Alagoinhas, Vitória da Conquista e outras regiões do estado. Os voluntários são atendidos por ordem de chegada, sem agendamento prévio, ou pelo Hora Marcada através do telefone de cada unidade de acordo com sua região.

Em Salvador, os atendimentos são realizados por ordem de chegada ou por agendamento através do telefone (71) 3116-5643, do e-mail horamarcada@hemoba.ba.gov.br ou através do site da Hemoba.

Quem pode doar – Para doar sangue, o voluntário deve estar de máscara, em boas condições de saúde, sem sintomas virais, pesar mais de 50 quilos, estar bem alimentado, ter dormido pelo menos 6h, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12h, não fumar por, pelo menos, duas horas, e ter entre 16 e 69 anos incompletos. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um responsável legal, e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.

Durante a pandemia, a recomendação é de que pessoas com mais de 60 anos permaneçam em casa.

Fonte: Ascom/Hemoba

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp