Nordeste

Inquérito sorológico da educação deve ficar pronto em 60 dias e aulas presencias na Paraíba só devem voltar em 2021, diz secretário

Na Paraíba, as escolas estão sem aulas presenciais há quase seis meses em decorrência da pandemia do novo coronavírus

24/09/2020


Na imagem o secretário de Estado da Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros

Revista Nordeste

A retomada das aulas presenciais nas escolas públicas e particulares vem sendo discutida e cobrada pelos pais dos alunos e donos de instituições educacionais em todo o país. O secretário de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB), Geraldo Medeiros, informou nesta quinta-feira (24), que o retorno das aulas presenciais depende do resultado de um inquérito sorológico que deve ficar pronto em 60 dias.

Na Paraíba, as escolas estão sem aulas presenciais há quase seis meses em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Geraldo Medeiros explicou que o inquérito deve ser iniciado daqui a 10 ou 15 dias, e deve terminar na primeira quinzena de dezembro. Ele ressaltou ainda que é preciso ter cautela no retorno as aulas presenciais porque resulta em 600 mil pessoas circulando pelo Estado.

”Só de escolas estaduais temos 400, e mais 200 municipais. As pessoas ficam dizendo ‘abriu bar, restaurante, voltou vaquejada, por que só não abre as escolas?’. Mas isso é comparar duas coisas completamente diferentes”, argumentou.

A amostragem será realizada em duas mil residências. O pré-requisito é que haja crianças ou adolescentes com idades entre três e 17 anos convivendo com idosos ou pessoas de grupos de risco para a covid-19. Dessa forma, todas as pessoas da residência serão testadas para a doença. A partir dos resultados, a secretaria de Saúde avaliará o impacto que a volta às aulas pode causar.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.