Nordeste

João Azevêdo chama de ‘pequenez política’ veto de Bolsonaro a compra de vacina chinesa

21/10/2020


Revista Nordeste

O governador da Paraíba João Azevêdo se pronunciou nesta quarta-feira (21) sobre a atitude do presidente Jair Bolsonaro vetar a compra de 46 milhões de doses da vacina Coronavac para combate à Covid-19. Bolsonaro disse que os brasileiros não podem ser ‘cobaia dos chineses’.

Azevêdo declarou que a ação do líder do Executivo Nacional é uma ‘pequenez política’ em meio à pandemia. “É a pequenez da política e que não deveria existir”, disse.

Ontem, João se reuniu com governadores e com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para discutir o plano de vacinação nacional contra a doença causada pelo novo Coronavírus.

Posição de Bolsonaro

O presidente Bolsonaro cravou nesta quarta que “não compraremos a vacina da China”. Nas redes sociais, ele disse ainda que “para o meu Governo, qualquer vacina, antes de ser disponibilizada à população, deverá ser COMPROVADA CIENTIFICAMENTE PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE e CERTIFICADA PELA ANVISA.”


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.