Economia

Lucro ajustado do Magalu sobe 70%; BRF lucra 50,9% menos, mas supera expectativa, e outros resultados; IPOs e mais

10/11/2020


SÃO PAULO – A temporada de resultados é movimentada na sessão desta terça-feira (10). A Magazine Luiza teve lucro de R$ 215,9 milhões no terceiro trimestre, alta de 69,6% em um ano, impulsionada pelas vendas online.

O lucro ajustado do grupo de ensino Yduqs caiu 1,5% no terceiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano anterior, a R$ 191,3 milhões. O lucro líquido da BRF veio acima da expectativa do mercado, em R$ 218,7 milhões no terceiro trimestre. Analistas consultados pelo Refinitiv esperavam lucro de R$ 203,15 milhões.

Já o lucro da São Martinho disparou com altas na venda de açúcar, indo a R$ 332 milhões ante R$ 62 milhões no mesmo período de 2019. O lucro ajustado da XP subiu para R$ 570 milhões no período, mais que dobrando.

A oferta da Aeris saiu em R$ 5,50 por ação, abaixo da faixa estimada, de entre R$ 6,50 e R$ 8,10. Já a 3R Petroleum, especializada na operação de campos maduros de petróleo, precificou seu IPO a R$ 21 cada, abaixo da faixa estimada pelos coordenadores. Confira os destaques:

Magazine Luiza (MGLU3)

A varejista Magazine Luiza registrou lucro líquido ajustado de R$ 215,9 milhões no terceiro trimestre, o que representa um aumento de 69,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

A melhora foi reflexo do aumento das vendas no comércio eletrônico por conta da pandemia do novo coronavírus.

Diante disso, houve um aumento de 148% nas vendas digitais na comparação anual, chegando a R$ 8,2 bilhões. O canal respondeu por dois terços das vendas da empresa, um avanço de 18 pontos percentuais.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.