Ceará

Mercado chinês está oficialmente aberto para exportação de melão produzido no Ceará

23/01/2020


Joanna Cruz – Ascom Sedet – Texto e Foto

Após auditoria realizada nas áreas de produção de melão nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte, o governo chinês divulgou relatório permitindo a exportação do melão brasileiro. Com isso, o volume de exportações e, consequentemente, a área plantada da fruta deverão dobrar para atender ao novo mercado.

Em 2019, as exportações de frutas frescas do Ceará atingiram volume de mais de U$ 62 milhões. O melão lidera a lista com U$ 41,5 milhões, o que representa 67% das frutas exportadas pelo estado.

A janela de exportação para China é de novembro a fevereiro, meses de inverno na Ásia e período que a China precisa importar a fruta de outros países. A China é o maior consumidor mundial de melão.

O secretário-executivo do Agronegócio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Silvio Carlos Ribeiro, afirma que agora as ações serão focadas nos embarques do melão brasileiro pra Ásia. Segundo o secretário, a Fruit Logística, Feira Internacional de Logística, que acontecerá em Berlim entre 5 e 7 de fevereiro, será uma oportunidade para essas discussões entre chineses e produtores. “O Governo do Estado do Ceará estará presente na Fruit Logística com um estande do Porto do Pecém. Vamos ajudar na integração de todos os trades, inclusive com os armadores, para ver as condições de exportação do melão”, afirmou Sílvio Carlos.

Sobre o aumento da área plantada de melão, o secretário-executivo disse que o governo já foi procurado por investidores nacionais e internacionais. “Há possibilidade de substituição de algumas culturas pelo melão, caso esse mercado venha realmente a se consolidar”, revelou o secretário do Agronegócio.

O melão produzido no Ceará já é exportado para União Europeia, Estados Unidos, Chile, Argentina, Uruguai e Rússia.

Mercado aberto

As negociações com os chineses iniciaram ainda em 2019, quando uma comitiva brasileira, liderada pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, visitou a China. Na semana passada, entre os dias 13 e 18 de janeiro, agrônomos da Administração Geral de Aduanas da República Popular da China vieram ao Ceará e Rio Grande do Norte, auditar a área livre da mosca-das-frutas.

A comitiva, acompanhada por técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri) e do Ministério da Agricultura, visitou barreiras sanitárias, laboratórios e fazendas que produzem a fruta.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.