Ministra de Portugal contesta Moro por uso da delação como principio

29/05/2019


247 – No debate mais esperado do segundo dia das Conferências do Estoril, Portugal, estiveram no mesmo palco a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, a ex-procuradora Geral da República, Joana Marques Vidal, e o ministro da Justiça do Brasil, Sérgio Moro. A ministra da Justiça de Cabo Verde, Janine Lélis, completou o painel. A ministra de Portugal contestou Moro pelo uso desmedido no Direito e Justiça.

De acordo com o site Dinheiro Vivo, um dos temas que mais polarizou o debate foi a delação premiada. O sistema, cujo recurso ficou célebre nos recentes casos de corrupção no Brasil, nomeadamente a Operação Lava Jato, implica a diminuição da pena se o condenado denunciar outros casos de corrupção.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.