Brasil

Ministro diz que não haverá mudança brusca em isolamento social

Teich defendeu que “não podemos tratar cada decisão como um tudo ou nada”.

16/04/2020


REVISTA NORDESTE – Em sua primeira fala como ministro da Saúde, logo após um pronunciamento de Jair Bolsonaro, o médico oncologista Nelson Teich anunciou que “não vai haver qualquer alteração brusca sobre o isolamento social” aplicado atualmente para combater a crise do coronavírus.

Teich defendeu que “não podemos tratar cada decisão como um tudo ou nada”. “Cada decisão tem que ser baseada em informações sólidas. Senão as decisões são discutidas no calor do momento, e isso é muito ruim”, afirmou.

O novo ministro criticou também um debate iniciado por Jair Bolsonaro e empresários, entre salvar vidas ou empregos. “Economia e saúde não competem entre si, são complementares. Quando você polariza, você coloca uma competição entre vida e dinheiro, bem e mal”.

“Tudo aqui vai ser tratado de uma forma absolutamente técnica e científica”, completou, num tom que pouco combina com o do presidente. Pouco antes, Luiz Henrique Mandetta, que acabou de ser demitido, também defendeu a ciência em sua última coletiva como ministro.

CONFIRA O PRONUNCIAMENTO:

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.