Nordeste

No Ceará: Idosa de 96 anos recebe alta hospitalar após 12 dias de internação

Idosa recebeu alta hospitalar após ter sido diagnostica com infecção pelo novo coronavírus.

23/04/2020


Imagem reprodução

“Minha mãe vai fazer 97 anos no próximo dia 27 de abril. Temos muito o que comemorar. Ter ela em casa é um presente”. Foi com essas palavras que a costureira Maria de Fátima traduziu o sentimento de alegria ao saber que a mãe, a aposentada Maria José Madureiro, de 96 anos, estava recuperada da Covid-19. Após 12 dias Internada no Hospital São José (HSJ), do Governo do Ceará, a idosa finalmente recebeu alta da unidade.

A notícia, claro, trouxe alívio e emocionou familiares e profissionais do Hospital, que é referência no tratamento de doenças infectocontagiosas e um dos polos de assistência a pessoas com coronavírus. Porém, a batalha de Maria para vencer a doença não foi fácil. Hipertensa, a paciente deu entrada na unidade com febre alta, tosse e falta de ar. “Como ela é idosa, nem esperei, procurei logo ajuda médica”, disse a filha.

Apesar do coronavírus, Maria José se recuperou sem necessitar de UTI. “A gente sempre foi muito próxima, sei que ela sentiu falta de mim durante a internação. Mas foi bem cuidada e agora está bem. Eu me emociono muito, ela disse quando saiu que onde eu pisava era abençoado, o hospital foi abençoado”, afirmou.

Doença entre a família

Maria José foi a terceira pessoa da família Madureiro diagnosticada com o vírus. “Meu marido ficou doente primeiro. Ela mora no apartamento logo abaixo do meu. Eu tentava tomar cuidado, mas precisava tomar conta dos dois. Não demorou muito e eu adoeci”, contou Maria de Fátima, que precisou se afastar do trabalho.

Maria de Fátima teve cinco dias de febre alta, dores nas costas e de cabeça. Quando a falta de ar começou, ela entrou em contato com o TeleSaúde (0800 2751475), central de atendimento disponibilizada pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa). “Eles me orientaram e ficar em repouso, beber muito líquido e tomar medicação de seis em seis horas. Nesse tempo não fui ver minha mãe, meu sobrinho cuidou dela. Mas logo que melhorei, ela ficou doente. Eu sei o que sofri [com essa doença], doía respirar, a gente fica muito fraca, mesmo depois de melhorar”, disse a filha emocionada.

Isolamento Social

O isolamento social ainda é a melhor medida para prevenir a propagação do vírus. De acordo com especialistas, ao ficar em casa, é possível evitar a transmissão a do vírus e não contaminar outras pessoas. “Essa é uma doença devastadora. Você fica sem forças, não consegue se levantar. Não entendo as pessoas não se cuidarem. Nós (três) tivemos muita sorte, conseguimos nos recuperar”, finalizou a costureira.

Atendimento

O Hospital São José disponibiliza 90 leitos para pacientes com Covid-19, sendo oito deles de UTI. Desde março, quando teve início o atendimento a pessoas com coronavírus, o HSJ realizou mais de mil coletas de amostras para o diagnóstico da doença. A unidade já contabiliza mais de 50 altas hospitalares.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.