menu

Bahia

02/10/2016


ACM Neto é reeleito em Salvador com 74% dos votos

ACM Neto (DEM) foi reeleito neste domingo (2), em primeiro turno, como prefeito de Salvador. Segundo a Justiça Eleitoral, com 97% das urnas apuradas, o democrata obteve 74% dos votos válidos. O vice-prefeito é Bruno Reis (PMDB).

 

Noivo e pai de duas filhas, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), 37 anos, foi eleito pela primeira vez como prefeito da capital em outubro de 2012 e encerra o mandato de quatro anos no próximo mês de dezembro. O democrata disputou o cargo pela primeira vez em 2008, mas não venceu o pleito.

Nascido em Salvador e formado em direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), ACM Neto foi eleito por três vezes deputado federal (2002, 2006 e 2010). Durante passagem pelo Congresso Nacional, atuou como líder do partido Democratas, titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), corregedor, integrante do Conselho de Ética, além de vice-presidente da Câmara Federal.

O democrata já foi assessor da Secretaria de Educação da Bahia, entre os anos de 1999 e 2002. Neto também tem histórico de integração a grêmio estudantis, além de participação em campanhas políticas ao lado do avô, o ex-governador e ex-senador Antônio Carlos Magalhães, e do tio e ex-deputado federal Luís Eduardo Magalhães.
No pleito deste ano, ACM Neto integra a coligação "Orgulho de Salvador", que é composta por 15 partidos: DEM, PMDB, PRB, PSDB, PPS, PTB, PV, Solidariedade, PSC, PTC, PHS, PSDC, PEN, PTdoB e PMB. O vice candidato da chapa é o deputado estadual Bruno Reis (PMDB).

Eleições
Os soteropolitanos foram às urnas neste domingo (2) escolher os candidatos a prefeito e vereador. Maior colégio eleitoral da Bahia, Salvador tem quase três milhões de habitantes. Deste total, cerca 1,9 milhão são eleitores.
Sete candidatos disputaram o cargo máximo do Palácio Thomé de Souza. ACM Neto, do Partido Democratas (DEM), concorria à reeleição. Além dele, estiveram na disputa Alice Portugal (PC do B), Célia Sacramento (PPL), Cláudio Silva (PP), Da Luz (PRTB), Fábio Nogueira (PSOL) e Pastor Sargento Isidório (PDT). Para as 43 vagas na Câmara Municipal, são 984 candidatos aptos pela Justiça.

Desde o início da campanha, ocuparam as duas primeiras colocações nas pesquisas eleitorais os candidatos ACM Neto e Alice Portugal. Índices divulgados pelo Ibope no dia 1º de outubro apontaram o democrata com 73% dos votos válidos. Já a candidata do PC do B apareceu com 16%. Logo atrás estiveram Pastor Sargento Isidório (9%), Cláudio Silva (1%), Da Luz (1%), além de Célia Sacramento e Fábio Nogueira, que não pontuaram. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.


Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que a maior parte dos eleitores de Salvador tem ensino fundamental incompleto (28%). Em seguida, estão as pessoas com ensino médio incompleto (24%), ensino médio completo (22%), superior completo (7%), alfabetizados (7%), ensino fundamental completo (6%), superior incompleto (4%) e analfabeto (2%). O eleitorado soteropolitano tem maioria feminina (54%). Os homens representam 46% dos votantes.
Eleição na Bahia


A Bahia, que tem mais de 15 milhões de habitantes, é o quarto maior colégio eleitoral do país, com 10.570.085 eleitores. Fica atrás apenas dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.


Nos 417 municípios baianos, 1.204 políticos concorrem ao cargo de prefeito, como também de vice-prefeito. Além disso, 35.184 irão disputar o cargo de vereador. As informações são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e levam em conta as candidaturas consideradas aptas pela Justiça.

Notícias relacionadas