menu

Bahia

24/01/2017


Aeroporto de Salvador é considerado o pior em pesquisa

Uma pesquisa do Ministério dos Transportes colocou o aeroporto de Salvador como o mais mal avaliado do Brasil. O estudo de satisfação foi realizado ouvindo usuários durante o quarto trimestre de 2016. A média de Salvador foi de 3,77 pontos, em uma escala de 1 a 5, sendo superado por Cuiabá, que ostentava a marca negativa na pesquisa anterior. Os dois foram os únicos aeroportos que ficaram com nota inferior a quatro. No outro lado do ranking, o aeroporto de Curitiba ficou na liderança.

A pesquisa ouviu 14.085 passageiros no total, sendo 9.037 de voos domésticos e 5.048 de voos internacionais. Os usuários atribuíram notas de 1 a 5 para um total de 37 itens como: serviços e estruturas oferecidas, limpeza dos banheiros e até o tempo para a devolução das bagens. Um dos pontos mais criticados na capital baiana foi a qualidade do serviço de wifi oferecido.

Entre os outros pontos críticos para os passageiros, o custo-benefícios dos produtos de lanchonetes e restaurantes continuam com a pior reclamação geral, com nota de 2,85, seguido dos custos benefícios de produtos comerciais (2,94) e estacionamento (2,94). Entre os pontos bem avaliados os destaques foram o tempo de fila no check-in de autoatendimento, que recebeu nota 4,60, e tempo de fila na emigração, com nota 4,57.

Histórico

No ano passado, o aeroporto de Salvador havia ficado em penúltimo lugar entre os aeroportos avaliados. As principais críticas foram em relação a limpeza, conforto e custos de restaurantes e estacionamentos. Na avaliação geral, em uma escala de 1 a 5, Salvador recebeu a nota 3,67. Em relação ao estacionamento, a capital baiana foi a pior avaliada nos três indicadores: pior instalação, menos vagas e preços praticados.

Também em 2016, o aeroporto de Salvador havia sido superado pelo de Recife em movimentação. Na ocasião, o estado havia sofrido uma redução de 26,4% no número de voos nacionais e internacionais em um ano (na comparação entre junho de 2015 e junho deste ano), uma redução de 1.608 pousos e decolagens.

Companhias aéreas 

A pesquisa mediu também a qualidade das companhias aéreas. Durante as medições, a Azul foi a melhor qualificada, com tempo médio de espera na fila do check-in: seis minutos e 13 segundos. Em segundo lugar ficou a GOL, com 10 minutos e 18 segundos, seguidas da Latam de 10 minutos e 23 segundos e, da Avianca, 12 minutos e 30 segundos.

Já no critério de devolução da bagem, o topo do ranking foi ocupada pela Gol, com tempo de nove minutos de espera, seguidas de Latam, com 10 minutos e sete segundos, pela Azul, com 11 minutos e dois segundos, e pela Avianca, com tempo de 12 minutos e 33 segundos.

Responsável pela administração do aeroporto de Salvador, a Infraero não se manifestou sobre a pesquisa até o momento.  

Correio 24h

Notícias relacionadas