menu

Brasil

19/12/2014


Aguinaldo defende pauta positiva em prol da Paraíba

Paraíba

O deputado federal reeleito Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), defendeu a necessidade de a Paraíba ter um projeto de Estado- e não de governo, como aconteceu até agora- que proporcione uma saída do atraso, rumo ao desenvolvimento. Para tanto, segundo ele, é preciso que a classe política deixe as questões políticas de lado e se una em torno de propostas concretas realizando uma pauta positiva em prol da Paraíba.

Segundo o ex-ministro das Cidades, a bancada federal tem dado gestos neste sentido.“A bancada tem tido um importante papel: tivemos esta semana uma reunião que discutimos as principais demandas da Paraíba: do Governo do Estado, dos prefeitos de João Pessoa (Luciano Cartaxo) e de Campina Grande (Romero Rodrigues) e estamos trabalhando para alavancar estes investimentos”, pontuou.

Outra preocupação de Aguinaldo, diz respeito a ausência de projetos qualificados para serem apresentados junto ao Governo Federal.“O que acho que um grande gargalo quando falamos de investimentos continua sendo o projeto, por isso que a minha emenda de bancada eu destinei ao Canal de Bodocongó em Campina Grande, colocamos R$ 200mi, por uma razão simples: por que é um investimento que já tem projeto, onde podemos trabalhar para viabilizar verdadeiramente este investimento e a unidade

Para Aguinaldo as questões políticas neste instante devem ser deixadas de lado: “Na reunião da bancada eu fui consultado se poderia colocar uma emenda para o Governo do Estado, no Centro de Convenções de Campina Grande e eu disse: não tem problema nenhum, só quero saber se tem projeto, se tiver, não tem dificuldade e precisamos fazer a boa política que pensa na Paraíba em primeiro lugar”, enfatizou.

Ao ser indagado sobre as questões políticas, Ribeiro que é vice-presidente estadual do Partido Progressista, defendeu maior participação da sua legenda no Governo da presidente reeleita Dilma Roussef (PT). Para ele, seria justo que o PP tivesse um ministério e que de preferência fosse o das Cidades, mas deixou claro que a decisão é da petista.

"Esse tema só depende e pertence a a Dilma. É ele quem vai definir os seus comandados no momento correto. Eu só torço para que ela faça um ministério bom para ter um governo bom. Nessa definição seria natural a participação do PP já que fizemos parte da coligação que ajudou na vitória da presidenta. Eu gostaria que o PP continuasse com o Ministério das Cidades, mas a definição só Dilma dará”, frisou.

O paraibano foi destaque nacional quando ocupou a cadeira de Ministro das Cidades e foi muito elogiado pela presidente por seu empenho e trabalho desenvolvido a frente da pasta durante dois anos. Uma de suas ações mais importantes foi a entrega de moradias do programa Minha Casa Minha Vida. 

 

(Da Assessoria)

Notícias relacionadas