menu

Brasil

18/09/2014


Aguinaldo Ribeiro é convocado por Dilma para dar sugestões

Paraíba

Mesmo após ter deixado o cargo de ministro das Cidades, o deputado paraibano Aguinaldo Ribeiro (PP), candidato à reeleição, continua com prestígio no Palácio do Planalto. Ele foi convocado pela presidente da República, Dilma Rousseff (PT), para participar de reunião recente com membros do seu conselho político, em Brasília. Na pauta, a missão de dar sugestões para a terceira versão do programa Minha Casa, Minha Vida.

“Diante da experiência exitosa que a gente teve à frente do Ministério das Cidades, agora, temos a honra de ser chamado para dar ‘pitaco’ na elaboração do Minha Casa, Minha Vida III”, brincou Aguinaldo Ribeiro, que continuou: “Faço parte do conselho político da presidenta Dilma e ela afirmou que deseja a continuidade desse programa, que é importantíssimo, porque busca acabar com o déficit habitacional, oferecendo a casa própria para quem mais precisa”.

O ex-ministro das Cidades explicou, nesta quarta-feira (17), que só na Paraíba já foram formalizados mais de 73 mil contratos, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, beneficiando em torno de 300 mil pessoas, que se livraram do aluguel e passaram a disponibilizar de moradia própria. No País, o programa contratou de 2010 até junho deste ano a construção de 3,7 milhões de moradias.

“Hoje existe um movimento novo, são os jovens que estão casando e que querem o seu apartamento ou casa, por isso que esse programa merece continuar. Mas, para isso, é fundamental a reeleição da presidente Dilma para a segurança do Brasil e, sobretudo, para a continuidade de programas importantes criados desde a gestão do ex-presidente Lula (PT), um nordestino pobre que venceu e fez um governo para as pessoas que mais precisam”, comentou.

Sobre o programa – A terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida foi lançada pela presidenta Dilma Rousseff com a meta de mais três milhões de unidades habitacionais a serem entregues. “Aquilo que está dando certo deve ter continuidade. As famílias de menor renda precisam continuar recebendo subsídio quase integral, tal como fizemos até agora. E nós precisamos sinalizar para os empresários se prepararem para conseguir terrenos e para discutir com prefeitos para que isso ocorra a partir de 2015”, afirmou.

O Minha Casa, Minha Vida financia moradias para famílias com renda até R$ 5 mil por mês. As condições de financiamento variam de acordo com a renda familiar. Para famílias com renda mensal até R$ 1.600 a prestação é 5% da renda. Para famílias que ganham até R$ 3.275, o programa dá um subsídio que pode chegar a R$ 25 mil. Para as famílias com ganhos mensais entre R$ 3.275 e R$ 5 mil, o benefício é uma taxa de juros mais baixa do que a dos financiamentos imobiliários tradicionais.    

 

(Ascom)

Notícias relacionadas