menu

Alagoas

18/10/2019


AL disputa o prêmio nacional Excelência em Competitividade

Estado é finalista em “Destaque Crescimento” e “Destaque Boas Práticas”, que avaliam o desempenho das políticas públicas implementadas no país

O Governo de Alagoas participa, nesta sexta-feira (18), de mais uma edição do Prêmio Excelência em Competitividade, realizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em São Paulo. Na premiação, o Estado é finalista nas categorias “Destaque Crescimento” e “Destaque Boas Práticas”, que avaliam o desempenho de políticas públicas implementadas pelos Governos de todo o Brasil.

Na categoria “Destaque Crescimento”, Alagoas disputa, junto a Mato Grosso do Sul, o pódio da unidade federativa que mais cresceu no Ranking de Competitividade dos Estados, instrumento do CLP que avalia, anualmente, a administração pública brasileira. A modalidade utiliza a mensuração de dados dos pilares de Segurança Pública, Infraestrutura e Sustentabilidade Social.

“O Ranking é uma ferramenta muito importante e que vem auxiliando significativamente o norteamento da gestão dos Governos nos quatro cantos do país. Para nós, concorrer à categoria que destaca o maior crescimento entre os estados é um orgulho, reflexo do empenho que tem sido colocado em cada ação desenvolvida na máquina pública alagoana e que os cidadãos já podem sentir no dia a dia”, pontua o secretário do Planejamento e Gestão, Fabrício Marques Santos.

Segundo informações divulgadas pelo CLP, para eleger o vencedor da categoria, a entidade analisa o posicionamento ordinal geral dos estados brasileiros e a sua evolução, fazendo uma comparação dos números com os resultados dos quatro anos anteriores ao da premiação.

“Esse acompanhamento e comparação com os anos anteriores permite que a gente consiga enxergar com mais clareza os resultados de políticas públicas que temos capacidade de melhorar. Por isso, o Ranking acaba funcionando, também, como um instrumento bastante eficiente para que possamos priorizar os projetos que vão trazer resultados a curto e médio prazo para o estado, com o nível de recursos com quais contamos hoje”, explica o secretário.

No prêmio do ano passado, o estado saiu da 24ª posição para a 16ª e foi o que deu o maior salto na premiação geral do Ranking, que analisou os números de 2015 a 2018. Na área de Solidez Fiscal, por exemplo, Alagoas cresceu 22 posições. Em Segurança Pública, nove, em Sustentabilidade Social, quatro, em Educação, cinco, e em Infraestrutura, oito posições.

CRIA

Neste ano, além de disputar a categoria “Destaque Crescimento”, Alagoas também é finalista da modalidade “Destaque Boas Práticas” com o programa Criança Alagoana (CRIA), que fomenta ações voltadas para a primeira infância no estado.

O resultado parcial foi baseado nos critérios como equidade, replicabilidade, inovação e capacidade do CRIA em ajudar o Estado na consolidação de um país mais próspero e competitivo.  Ao total foram analisados 120 projetos, de todo o Brasil, passando pelo crivo de grandes nomes de especialistas no tema desenvolvimento econômico e social.

Para o gestor intersetorial do CRIA, Antônio Pinaud, o modo de gestão do programa de Alagoas foi o grande diferencial nessa colocação do Criança Alagoana em um dos prêmios de maior relevância do Brasil. “A convergência intersetorial que o CRIA adota é um modelo de gestão que otimiza recursos e aumenta os resultados, impactando na produtividade e qualidade dos programas e projetos. É dessa forma que o Estado tem trabalhado”, disse Pinaud.

O modelo de convergência utilizado pelo CRIA consiste em integrar as ações nas áreas da saúde, educação e assistência social, além de outras secretarias, para que as políticas públicas em prol das gestantes e crianças, de até seis anos, funcionem com mais eficiência. Além disso, a cadeia de informação permite maior articulação entre os municípios alagoanos e o Estado.


Revista NORDESTE

Notícias relacionadas