menu

Brasil

13/05/2015


Alckmin: “Vamos superar essa crise momentânea”

 O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deu declarações otimistas na manhã desta quarta-feira 13, em Nova York, no pequeno trecho do discurso em que dedicou à política. Ele focou sua fala na apresentação de São Paulo como oportunidade de negócios.

 

"Vamos superar essa crise momentânea. A sociedade brasileira é melhor que sua elite política", disse Alckmin, principal orador de um seminário promovido pelo grupo Lide, do empresário João Doria Jr.

 

Alckmin faz parte do grupo de tucanos que tem se manifestado contra a articulação, pelo PSDB, para apresentar um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Recentemente, ele defendeu uma ação penal para investigar denúncias contra o governo antes de a legenda formalizar um pedido de impeachment.

 

Outro tucano considerado "moderado", o governador de Goiás, Marconi Perillo, também estava na plateia. Da ala mais crítica ao governo estava presente o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que lidera a ofensiva tucana contra a presidente. O senador Aécio Neves (PSDB-MG), embora fosse aguardado, não compareceu ao evento.

 

De acordo com relato da jornalista Vera Magalhães, que viajou a Nova York a convite do grupo Lide, o governador poupou críticas à presidente Dilma Rousseff e fez uma fala moderada. Um dia depois de ter desferido críticas contra a gestão do PT, em discurso durante homenagem que recebeu ontem, o ex-presidente FHC também adotou tom mais conciliador nesta manhã, segundo a repórter.

Notícias relacionadas