menu

Brasil

10/11/2014


Aliados evitam falar sobre equipe prometida por Camilo

Ceará

Prometidas para essa semana, as informações sobre a transição entre os governos Cid Gomes (Pros) e Camilo Santana (PT) – e sobre quem serão os membros da equipe – seguem uma incógnita. Até mesmo para os aliados.

“Tudo o que eu fiquei sabendo foi o que eu li nos jornais”, declarou o ex-coordenador da campanha de Camilo e secretário de Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins (PT).


Enquanto o governador eleito Camilo Santana não dá maiores informações sobre a equipe, os aliados passam para ele a responsabilidade sobre o assunto.


“A gente deixa essa pergunta para que ele responda”, afirmou o secretário de Segurança Pública Servilho Paiva, quando perguntado se já havia discussões em relação à possível permanência de membros da atual gestão no governo Camilo.


Servilho, um dos secretários de Cid mais elogiados por Camilo, afirmou que, enquanto secretário, sua função é deixar seu sucessor a par de todas as atividades desenvolvidas pela pasta, incluindo as que tem caráter contínuo.


O governador Cid Gomes, principal cabo eleitoral do próximo governador, não foi menos evasivo. “Tem perguntas que só o futuro governador pode responder”, afirmou antes de reunião com o secretariado.


De acordo com o ainda ocupante do Palácio da Abolição, sua função é “ter a dedicação de entregar o governo da forma mais transparente, da forma mais aberta”.


O governador já teve diversas reuniões com Camilo desde a vitória. Uma delas incluiu a presidente Dilma Rousseff (PT).


Secretariado

Prometidas pelo governador eleito e ainda deputado estadual em sua mais recente visita à Assembleia Legislativa, os nomes que farão a transição ainda é mistério – o mesmo valendo para possíveis integrantes da próxima gestão.

Usualmente, vários dos componentes da equipe que pavimenta a via para o novo governo compõem o secretariado da futura administração.


Camilo também afirmou em sua visita que as conversas sobre futuros nomes para as pastas de seu governo ainda não estão definidos, declarando que as discussões para a escolha ainda nem se iniciaram.


Entretanto, no mesmo dia, dando um aparte ao deputado Fernando Hugo (SD), o deputado Ely Aguiar (PSDC) o chamou de “meu secretário da Pesca”. Mais tarde, quando perguntado sobre o tema, ele afirmou tratar-se apenas de uma brincadeira.

 

Números

 

51 dias faltam para o início da gestão do governador eleito Camilo Santana

 

Serviço

 

Saiba mais

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará
http://www.al.ce.go.br

 

 

(D'O Povo) 

Notícias relacionadas