menu

Paraíba

05/12/2016


Ambulantes protestam após apreensão de mercadorias; Sedurb explica

Vendedores ambulantes protestaram na manhã desta segunda-feira (5) em frente ao Parque da Lagoa por conta de uma ação realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) da Prefeitura de João Pessoa.

Segundo os manifestantes, que bloquearam o trecho que dá acesso à Avenida Miguel Couto, carrinhos com mercadorias que foram deixadas no Mercado Central teriam sido apreendidos pelas equipes da Prefeitura.

Em nota, a Sedurb confirmou a apreensão e explicou que as mercadorias não apresentavam condições sanitárias necessárias para a venda, expostas a poeira, insetos e contaminação química. A recomendação foi dada pela Gerência de Vigilância Sanitária do município.

Confira a nota:

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, vem a público esclarecer o fato ocorrido na manhã desta segunda-feira (5), no Centro da cidade relacionado a protesto de ambulantes contra a operação de ordenamento do passeio público, realizada pela Sedurb.

Atendendo a recomendação da Gerência de Vigilância Sanitária, que regulamenta as normas de conduta e higiene dos vendedores de frutas e verduras deste município, a Sedurb está orientando os comerciantes deste segmento a se regularizar. De acordo com a Vigilância, os carrinhos ambulantes de verduras e frutas que circulam no centro da cidade não apresentam as condições sanitárias necessárias para comercialização, expondo os alimentos a poeira, insetos e contaminação química.

Dessa forma, aqueles que não estão dentro das normas referidas pela Resolução RDC 216, da Anvisa, não poderão mais comercializar os alimentos nas ruas da Capital.

WSCOM

Notícias relacionadas