menu

Brasil

22/05/2014


Antônio José Lira: “se tiver convite e eu disser sim é pra ganhar”

Piaui

O vereador de Teresina, Antônio José Lira (DEM), comentou, durante entrevista no Jornal do Piauí desta quinta-feira (22), a possiblidade de compor chapa majoritária com o ex-senador Mão Santa (PSC) ao governo do Estado nas eleições 2014.

O parlamentar da capital do Piauí é apontado como candidato a vice na chapa encabeçada pelo médico parnaibano. Antônio José Lira não confirmou convite, mas analisou que a união seria competitiva e acabaria com a polarização PMDB e PT na disputa pelo Karnak.

“Se tiver convite e eu disser sim é pra ganhar eleição. O Mão Santa é povo e eu sou povo também. Mas a decisão tem que passar pelo meu partido. Agora, estou muito feliz porque o meu nome foi lembrado”, explica o vereador.

Mas Antônio José Lira garantiu que já há um início de entendimento entre PSC e Democratas no intuito de confirmar parceria para as eleições de 2014. Mão Santa, até, seria responsável pela busca de votos pelo interior do Estado. A capital ficara a cargo do vereador.

“O Dem foi chamado, mas eu ainda não fui convidado. O Mão Santa é povo. Já estão duas grandes candidaturas ai, mas que esqueceram o povo. O Mão Santa não participou de salas geladas, ele não ficou em gabinetes e foi abraçar o povo”, disse o parlamentar.

Declaração Polêmica

Antônio José Lira comentou a polêmica de que sairia nú pelas ruas de Teresina se as obras do Mercado Central fossem concluídas dentro do prazo. Em contrato, a empresa licitada deveria entregar a reforma pronta até o mês de junho deste ano.

“Eu disse: se ficar pronta eu não saio de saia não. Fico mesmo é nú. O artesanato de lá está jogando as traças. Lá só tem um teto pronto. A Câmara fará audiência pública para discutir o Mercado Central. Foi uma forma de cobrar”, esclareceu. 

Notícias relacionadas