menu

Brasil

24/04/2014


Antônio Neto contesta boato sobre o PP e Jackson

Sergipe

“A política devia ser feita com menos boatos e mais previsibilidade”, é o que ponderou o pré-candidato Antônio Neto (PP), em entrevista a Rádio Jornal AM, citando como “boato ridículo” a possibilidade de o PP em Sergipe compor com o governador Jackson Barreto (PMDB) na disputa sucessória ao governo. “Isso não vai acontecer isso. Não há a menor possibilidade. O PP caminha ao lado do senador Eduardo Amorim, e esse é uma posição, inclusive, da Executiva Estadual do PP, presidido pelo deputado Venâncio Fonseca, um dos políticos mais coerentes e sério que já vi”, disse ele.

Antônio exclamou que mesmo que nacionalmente o PP esteja fazendo parte da base aliada, em Sergipe a posição é e continuará sendo outra. “Aqui nós não apoiamos o governo da presidente Dilma, somos contra! E nacionalmente, mesmo na base, o partido ainda não deixou claro que vai apoiá-la à reeleição, então, eu fico até muito mais confortável para falar sobre isso. Nós temos um ministro no governo, mas eu disse diretamente ao presidente do partido Ciro Nogueira: não concordo com o governo Dilma", enfatizou Antônio Neto, em entrevista ao radialista Rubens Filho.

Questionado sobre o cenário político em Sergipe, Antônio Neto, que defende a renovação da aliança entre seu grupo e o prefeito Joao Alves Filho (DEM), comentou: “o agrupamento liderado pelo senador Eduardo é filho da escola do prefeito João Alves Filho”, e, acrescentando, minimizou sobre Jackson: “quando o prefeito João e o governador Jackson sentam à mesa, precisam sentar mesmo, são chefes de poderes”.

Noções de política nas escolas
O pré-candidato a deputado federal Antônio Neto aproveitou a oportunidade para destacar que defende a criação de um projeto que trate de noções de política na grade curricular das escolas. "Com a formação desse nível de noções básicas de política a sociedade ganha, e saberá o papel de cada parlamentar. É importante conhecer", disse ele.

Universo Político

Notícias relacionadas